Ogum – orixá da internet: forjando as redes sociais como ferramentas de luta antirracista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2021.57207

Resumo

Associamos através da mitologia iorubá que Ogum, como Orixá da tecnologia, nos propicia a internet e as redes sociais como ferramentas potentes de comunicação e luta. De forma comparativa, Ogum abre os caminhos através dessas ferramentas tecnológicas, para que  na sociedade atual, possa promover a circulação de ideias e disputa de narrativas, seja publicando textos, fotos ou vídeos, e com isso também, mostrando a importância que as mais variadas formas de tecnologia que tiveram origem na África,  sempre estiveram presentes e necessárias na nossa sociedade, mesmo seu povo sendo considerado subalterno aos olhos dos colonizadores e sofrerem até hoje racismo estrutural e consequentemente racismo religioso. Com essa herança ancestral do Orixá da tecnologia e da internet, na contribuição para nossa contemporaneidade, esse artigo apresentado ao dossiê “Macumba, Cibercultura e luta antirracista” no entrecruzamento de pesquisas de pós-doutorado, doutorado e mestrado, tem o objetivo de denominar diferentes dispositivos tecnológicos como “ferramentas tecnológicas” e “metodologias de Ogum”, ressaltar a importância e a influência da tecnologia, das imagens e da cibercultura no nosso cotidiano, bem como  nas práticas de pesquisas em tempo de pandemia, e dessa forma, forjar as redes sociais da internet como ferramentas de luta antirracista.  

Biografia do Autor

Cristiano Sant'Anna de Medeiros, UERJ

Doutor e mestre  pelo PROPED/UERJ (CAPES7) Membro pesquisador e vice coordenador do grupo de pesquisa  Kékeré Proped/UERJ/CNPQ),membro pesquisador do grupo de pesquisa CUNADI (proped/UERJ/CNPQ), Professor SEEDUC/RJ

Isadora Souza da Silva, kékeré UERJ

Doutoranda Proped/UERJ

João Victor Gonçalves Ferreira, kékeré Proded

Mestrando no Proped UERJ

Referências

ALMEIDA, S. O que é racismo estrutural. Belo Horizonte: Letramento, 2018.

CAPUTO, Stela. Educação nos terreiros – e como a escola se relaciona com crianças de candomblé. Rio de Janeiro: Pallas, 2012.

CAPUTO, Stela. Reparar miúdo, narrar Kékeré. Notas sobre nosso Fotoetnopoética com crianças de terreiros. Revista Teias. V.19, n.53. abril/junho 2018.

CAPUTO, Stela. “Não posso ser negra. Não posso cantar pra Ogum. Não posso ser do Candomblé. Não posso nada.” Infância, racismo e racismo religioso. In: HOSHINO, Thiago; HEIM, Bruno Barbosa; GUIMARÃES, Andréa; BUENO, Winnie (Org.). Direito dos Povos de Terreiros, v. 2. Bahia: Mente Aberta, 2020b.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano: a essência das religiões: tradução Rogério Fernandes. – 3a. Ed. – São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

CAPUTO, Stela Guedes; SANT’ANNA, Cristiano. Ninguém é seguidor, somos todos imaginantes. In: VIDAL, Haroldo; UCELLI, Marcelo (Org.). Educação, Comunicação, Cultura e Diferença. Vitória: Pedregulho, 2018.

NOGUEIRA, Sidnei, Intolerância religiosa. São Paulo: Sueli Carneiro; Editora Jandaíra, 2020.

SANT’ANNA, Cristiano. #DIFERENÇA: pensando com imagens dentrofora da escola.195 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação (Proped), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: <http://www.proped.pro.br/>. Acesso em: 10 dez. 2020.

SANT’ANNA, Cristiano e SOARES, Maria da, Imágens de las diferencias tejidas en processos curriculares cotidianos dentrofuera de una escola. In ALVES, Nilda, MIRANDA, Fernando, SOARES, Conceição (orgs) Currículos, Visualidades, Narrativas y diferencia. Uruguai: Belas Artes, 2019

SANT’ANNA, Cristiano. Terreiros, Crianças e imagens numa sociedade do compartilhamento. In: CABRAL, Bruna Marques; ALBUQUERQUE, Bruno da Silveira (Org.). 3º Simpósio Sudeste da ABHR: Laicidade e Pluralismo. Educação, Religiosidade e Direitos Humanos. Rio de Janeiro: Autografia, 2020.

SANT’ANNA, Cristiano; SILVA, Isadora da. Pensando diferença religiosa no combate ao racismo religioso. Revista Plura, v. 11, n. 1, 2020, p. 128-143.

Downloads

Publicado

2021-07-12

Como Citar

MEDEIROS, Cristiano Sant’Anna de; DA SILVA, Isadora Souza; FERREIRA, João Victor Gonçalves. Ogum – orixá da internet: forjando as redes sociais como ferramentas de luta antirracista. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 31–50, 2021. DOI: 10.12957/redoc.2021.57207. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/57207. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo Seção Temática