O que aconteceu com os que ensinam? O impacto da COVID-19 sobre a rotina e a saúde dos professores universitários

Anelise Rebelato Mozzato, Maira Sgarbossa, Fernanda Rebelato Mozzato

Resumo


A pandemia da COVID-19 atingiu de modo distinto docentes e discentes, bem como o sistema educacional, agravando as muitas assimetrias já existentes. Com a necessidade do distanciamento social, o ensino universitário foi levado a rever suas práticas educacionais, que já clamavam por mudanças há muito tempo. Em curto espaço temporal, professores e alunos universitários precisaram se adaptar ao modelo remoto de ensino. Desse modo, este ensaio teórico tem como objetivo debater e alçar reflexões sobre o impacto da COVID-19 na rotina e na saúde do professor universitário. Por meio da revisão de literatura, destacou-se algumas das diversas consequências que a pandemia trouxe para a sociedade e, sobretudo, para a educação, cujas fragilidades, são expostas frente à pandemia, a qual impõe incertezas e desafios diversos (visíveis e invisíveis), que acometem a saúde física e mental dos professores universitários, seja  pela intensificação do trabalho, aumento da monotonia, riscos ergonômicos, conturbação entre espaço pessoal e laboral, entre outros. Diante disso, por meio de algumas indagações e provocações, leva-se o leitor a pensar sobre as situações e consequências (im)postas pela COVID-19, em busca de respostas, caso houverem. Nessa lógica, por mais que paradoxal, visualiza-se a promoção de um processo de ensino-aprendizagem mais criativo e reflexivo, seja na modalidade presencial, ou mesmo no ensino remoto.

Palavras-chave: Covid-19, pandemia, ensino universitário, professor, saúde, rotina.


Palavras-chave


COVID-19; pandemia; ensino universitário; professor; saúde; rotina.

Texto completo:

PDF

Referências


ABERGO. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ERGONOMIA. O que é ergonomia? Disponível em: . Acesso em 8. Jun. 2020.

ANDEL, S. A.; VREEDE, T.; SPECTOR, P. E.; PADMANABHAN, B.; SINGH, V. K.; VREEDE, G. J. Do social features help in video-centric online learning platforms? A presence perspective. Computers in Human Behavior. Journal Pre-proof, p.1-8, 2020.

ARAÚJO, F. J. O.; LIMA, L. S. B.; CIDADE, P. I. M.; NOBRE, C. B.; ROLIM NETO, M. L. Impact of Sars-Cov-2 and its Reverberation in Global Higher Education and Mental Health. Psychiatry Research, v. 288, p. 1-33, 2020.

ASMUNDSON, G. J. G.; TAYLOR, S. Coronaphobia: Fear and the 2019-nCoV outbreak, 2020.

ASMUNDSON, G. J. G.; ABRAMOWITZ, J. S.; RICHTER, A. A.; WHEDON, M. Health Anxiety: Current Perspectives and Future Directions. Curr Psychiatry Rep. v. 12, n. 4, p. 306-312, 2010.

BEAUNOYER, E.; DUPÉRÉ, S.; GUITTON, M. J.COVID-19 e desigualdades digitais: impactos recíprocos e estratégias de mitigação. MedEdPublish, v. 9, n. 1, 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coronavírus (COVID-19): Sobre a doença. Disponível em: . Acesso em 15 de julho de 2020.

BROOKS, S. K.; WEBSTER, R. K.; SMITH, L. E; WOODLAND, L.; WESSELY, S.; GREENBERG N, N. The psychological impact of quarantine and how to reduce it: rapid review of the evidence. The Lancet, v. 395, p. 912-20, 2020.

CANGUILHEM, G. O.; CAPONI, S. O normal e o patológico. 4. ed. Rio de Janeiro: Forence Universitária. 1995.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

CASTILHO SÁ, M.; MIRANDA, L.; MAGALHÃES, F. C. Pandemia Covid-19: Catástrofe Sanitária e

Psicossocial. Caderno De Administração, v. 28, p. 27-36, 2020.

CASTRO, B. L. G.; OLIVEIRA, J. B. B.; MORAIS, L. Q.; GAI, M. J. P. COVID-19 e organizações: estratégias de enfrentamento para redução de impactos. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho - rPOT, v. 20, n. 3, p. 1059-1063, 2020.

CEPEDES. CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EMERGÊNCIAS E DESASTRES EM SAÚDE DA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Saúde mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19: Recomendações gerais. Disponível em: . Acesso em 18 de agosto de 2020.

DEJOURS, C. Uma nova visão do sofrimento humano nas organizações. O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. São Paulo: Atlas, 1993.

DEJOURS, C. Psicodinâmica do trabalho: contribuições da escola dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento trabalho. São Paulo: Atlas, 1994.

DEJOURS, C. A Metodologia em Psicopatologia do Trabalho. In: LANCMAN, S. e SZNELWAR, L.I. Christophe Dejours - Da Psicopatologia à Psicodinâmica do Trabalho. Rio de Janeiro: Fiocruz, Brasília: Paralelo, 2004.

DINAKARAN, D.; MANJUNATHA, N.; KUMAR, C. N.; SURESH, B. M. Neuropsychiatric aspects of COVID-19 pandemic: a selective review. Asian Journal of Psychiatry, v. 53, p. 102-188, 2020.

ESTEVE, J. M. O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru: EDUSC. 1999.

FILARDI, F.; CASTRO, R. M. P.; ZANINI, M. T. F. Vantagens e desvantagens do teletrabalho na administração pública: análise das experiências do Serpro e da Receita Federal. Cadernos EBAPE.BR, v.18, n.1, p.28-46, 2020.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2009.

GARCIA, R. Neurobiology of fear and specific phobias. Learn Mem, v. 24, n. 9, p. 462–471, 2017.

GIORGI, G.; LECCA, L. I.; ALESSIO, F.; FINSTAD, G. L.; BONDANINI, G.; LULLI, L. G.; ARCANGELI, G.; MUCCI, N. Efeitos sobre a saúde mental relacionados ao COVID-19 no local de trabalho: uma revisão narrativa. International Journal of Environmental Research and Public Health, v.17, n.21, p.7857, 2020.

GIUST-DESPRAIRIES, F. Reflexão sobre como o confinamento mobiliza nosso ambiente de trabalho individual e coletivo. Caderno de Administração, v. 28, p. 54-60, 2020.

HUREMOVIC, D. Psychiatry of Pandemics: A Mental Health Response to Infection Outbreak. Cham: Springer International Publishing, 2019.

KRAMER, A.; KRAMER, K. Z. The potential impact of the Covid-19 pandemic on occupational status, work fromVhome, and occupational mobility. Journal of Vocational Behavior, v.119, p. 140-149, 2020.

KLAPKIV, Y.; DLUHOPOLSKA, T. Changes in the Tertiary Education System in Pandemic Times: Comparison of Ukrainian and Polish Universities. Revista Romaneasca pentru Educatie Multidimensionala, v. 12, n. 1, p. 86-91, 2020.

LEE, S. A. Coronavirus Anxiety Scale: A brief mental health screener for COVID-19 related anxiety. Journal Death Studies, v. 44, p. 393-401, 2020.

LEE, S. A.; JOBE, M. C.; MATHIS, A. A. Mental health characteristics associated with dysfunctional coronavirus anxiety. Psychological Medicine, p. 1-2, 2020.

LEITE, K. C. A (in)esperada pandemia e suas implicações para o mundo do trabalho. Psicologia & Sociedade, Sorocaba, v.32, p.1-18, 2020.

LHUILIER, D. E se essa crise mudasse radicalmente o mundo do trabalho. Caderno De Administração, v. 28, p. 89-94, 2020.

LOSEKANN, R. G. C. B.; MOURÃO, H, C. Desafios do teletrabalho na pandemia covid-19: Quando o home vira office. Caderno de Administração, v. 28, p. 71-75, 2020.

MACHYNSKA, N.; DZIKOVSKA, M. Challenges to Manage the Educational Process in the HEI during the Pandemic. Revista Romaneasca for Educatie Multidimensionala, v. 12, n.1, p. 92-99, 2020.

MAIA, M. D. S. de A; SILVA, D. G. da. Práticas pedagógicas em ambientes virtuais de aprendizagem: usos e abusos. EmRede - Revista de Educação a Distância, v. 7, n. 1, p. 81-95, 2020.

MCKIMM, J.; GIBBS, T.; BISHOP, J.; JONES. P. Health Professions’ Educators’ Adaptation to Rapidly Changing Circumstances. In: THE OTTAWA 2020 CONFERENCE EXPERIENCE. 2020.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria MEC nº 345, de 19 de março de 2020 - Altera a Portaria MEC nº 343, de 17 de março de 2020. Disponível em: . Acesso em 12 de fevereiro de 2021.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria MEC nº 1.038, de 7 de dezembro de 2020 – Altera a Portaria MEC nº 544, de 16 de junho de 2020. Disponível em: . Acesso em 12 de fevereiro de 2021.

MESSENGER, J. C. Telework in the 21st century: an evolutionary perspective. Cheltenham, UK: Edward Elgar Publishing. 2019. https://doi. org/10.4337/9781789903751

MOFFAT, M.; VICKERY, S. Manual de manutenção e reeducação postural. Porto Alegre: Artmed, 2002.

MONTEIRO, S. da. S. (Re)inventar educação escolar no brasil em tempos da covid-19. Rev. Augustus, v. 25, n. 51, p. 237-254, 2020.

MOREIRA, D. Z.; RODRIGUES, M. B. Saúde mental e trabalho docente. Estudos de Psicologia, v. 23, n. 3, 2018.

NICOLAU, S. M. Professora na pandemia. Participação: Felipe Bemol. 2020. (3min 28s). Disponível em: .Acesso em 22. fev. 2021.

NUERE, S.; MIGUEL, L. The Digital/Technological Connection with COVID-19: An Unprecedented Challenge in University Teaching. Technology, Knowledge and Learning, v.10, n. 1, p. 1-13, 2020.

OLIVEIRA, D. A. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. Educação & Sociedade, v. 25, n. 89, p.1127-1144, 2004.

ONYEMA, E. M.; DEBORAH, E. C. Potentials of Mobile Technologies in Enhancing the Effectiveness of Inquiry-based learning. International Journal of Education (IJE), v. 2, n. 1, p. 1–25, 2019.

ONYEMA, E. M.; DEBORAH, E. C.; ALSAYED, A. O.; NOORULHASAN, Q.; SANOBER, S. Online Discussion Forum as a Tool for Interactive Learning and Communication. International Journal of Recent Technology and Engineering, v. 8, n. 4, p. 4852–4859, 2019.

OPAS. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Folha informativa: COVID-19 doença causada pelo novo coronavírus. 2020. Disponível em: . Acesso em 17 junho 2020.

PAIVA, M. R. F.; PARENTE, J. R. F.; BRANDÃO, I. R.; QUEIROZ, A. H. B. (2016). Metodologias Ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. SANARE, v.15, n. 2, p. 145-153, 2016.

PANERO, J.; ZELNKIK, M. Dimensionamento humano para espaços interiores: um livro de consulta e referências para projetos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2013.

PENA, L.; REMOALDO, P. Psicodinâmica do Trabalho: um estudo sobre o prazer e o sofrimento no trabalho docente na Universidade Óscar Ribas. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 28, n. 4, p. 147-159, 2019.

PEREIRA NETO, J. C.; LONDERO-SANTOS, A.; NATIVIDADE, J. C. Estressores da docência como preditores do bem-estar de professores do ensino fundamental. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, v. 19, n. 3, p. 679-686, 2019.

PIMENTEL, G. G. A. A ginástica laboral e a recreação nas empresas como espaços de intervenção da educação física no mundo do trabalho. Revista da Faculdade de Educação Física de Santo André, v. 3, p. 57-70, 1999.

RUIZ, E. N. F.; GERHARDT, T. E. Políticas públicas no meio rural: visibilidade e participação social como perspectivas de cidadania solidária e saúde. Physis Revista de Saúde Coletiva, v. 22, n. 3, p. 1191-209, 2012.

SANTOS, B. S. A cruel pedagogia do vírus. São Paulo: Boitempo, 2020.

SANICOLA, L. As dinâmicas de rede e o trabalho social. São Paulo: Veras, 2008.

SATHLER, L. Educação pós-pandemia e a urgência da transformação digital – Anup. 2020. Disponível em: . Acesso em: 5 fev. 2020.

SHIGEMURA, J.; URSANO, R. J.; MORGANSTEIN, J. C.; KUROSAWA, M.; BENEDEK, D. M. Public responses to the novel 2019 coronavirus (2019-nCoV) in Japan: Mental health consequences and target populations. Psychiatry Clin Neurosci, v. 74, n. 4, p. 281-282, 2020.

SHIN, L. M.; LIBERZON, I. The Neurocircuitry of Fear, Stress, and Anxiety Disorders. Neuropsychopharmacology, v. 35, p. 169-91, 2010.

SILVA, A. F.; ESTRELA, F. M.; LIMA, N. S.; ABREU, C. T. A. Saúde mental de docentes universitários em tempos de pandemia. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.30, n.2, 2020.

SOBRAL, S. R. O impacto do COVID-19 na educação, Observador. 2020. Disponível em: . Acesso em: 18. dez. 2020.

SOUZA, T. A.; GOMES, S. M.; GALVÃO, M. H. R.; BARBOSA, I. R. Avaliação do conhecimento sobre a pandemia Covid-19 entre estudantes de graduação do interior do estado Rio Grande do Norte. Revista Sustinere, v. 8, n. 1, p. 23-43, 2020.

TARIS, T. W.; LEISINK, P. L. M.; SCHAUFELI, W. B. Applying occupational health theories to educator stress: Contribution of the job demands-resources model. In: MCINTRYRE, T. M.; MCINTYRE, S.; FRANCIS, D. (Eds.), Educator Stress, Aligning Perspectives on Health Safety and Well-Being. Springer International Publishing: Basel, Switzerland. 2017.

TELES, G.; SOARES, D. M. R.; SENA, T. B. Q. L.; LIMA, L.; LOUREIRO, R. C. Docência e Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação: Matrizes curriculares das licenciaturas. In: CONGRESSO SOBRE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO, 3. 2018, Fortaleza. Resumos[...] Fortaleza: Cultura Maker na Escola, 2018. p. 57-67.

TESINI, B. Síndrome respiratória aguda grave (Covid-19, MERS e SARS). Manual MSD. 2020. Disponível em: . Acesso em: 27 novembro 2020.

VARANDA, R. C.; ZERBINI, T.; ABBAD, A. Construção e Validação da Escala de Reações à Interface Gráfica para Cursos de Educação a Distância. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v.26, n.2, p.371-380, 2010.

VARGAS, M. R. M.; ABBAD, G. S. Bases Conceituais em Treinamento, Desenvolvimento e Educação (TD&E). In: BORGES-ANDRADE, J. E.; ABBAD, G.; MOURÃO, L. (Orgs.), Treinamento, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho: fundamentos para a gestão de pessoas. Porto Alegre: Artmed. 2006, p. 137-158.

VINDEGAARD, N.; DENROS, M. C. Pandemia de COVID-19 e consequências para a saúde mental: revisão sistemática das evidências atuais. Brain, Behavior, and Immunity, v. 89, p. 531-542, 2020.

WATERMEYER, R.; CRICK, T.; KNIGHT, C.; GOODALL, J. COVID-19 and digital disruption in UK universities: afflictions and affordances of emergency online migration. Journal Higher Education, p. 1-19, 2020.

WELTER. R. B.; FOLETTO, D. S.; BORTOLUZZI, V. I. Metodologias ativas: uma possibilidade para o multiletramento dos estudantes. Research, Society and Development, v. 9 n. 1, p. 1-21, 2020.

WISNER, A. A inteligência no trabalho: textos selecionados de Ergonomia. Trad. Ferreira. I; Leal, R. São Paulo: Fundacentro, 1994.

WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Coronavirus disease (COVID-19) advice for the public. 2020. Disponível em: . Acesso em: 20 agosto 2020.

ZHANG, C.; YANG, L.; LIU, S.; MA, S.; WANG, Y.; CAI, Z.; DU, H.; LI, R.; KANG, L.; SU, M.; ZHANG, J.; LIU, Z.; ZHANG, B. Survey of insomnia and related social psychological factors among medical staff involved in the 2019 novel coronavirus disease outbreak. Front Psychiatry, v.11, n.306, 2020.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2021.57959

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: