GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SEMISSÓLIDOS: UM ESTUDO PARA O LABORATÓRIO DE FIXAÇÃO BIOLÓGICA DO NITROGÊNIO

Silviane Barra Ferreira, Aline Guimarães Monteiro Trigo, Josimar Ribeiro de Almeida

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo demonstrar a importância do gerenciamento de resíduos dentro do Laboratório de Fixação Biológica do Nitrogênio (LFBN). Essa iniciativa surgiu no momento em que se verificou que o volume de resíduos semissólidos e sólidos gerados na rotina do laboratório havia aumentado em muito. Para isso, adotou-se o Programa Interno de Gerenciamento de Resíduos (PIGR), que é composto pelas seguintes ações: a não geração, a minimização da geração, a reutilização, a reciclagem, o tratamento e a disposição final. Verifica-se que a gestão de resíduos é uma prática desafiadora. Os resíduos gerados no interior do laboratório, dentre eles os meios de cultura, e materiais sólidos diversos, se não forem bem tratados e destinados de forma adequada podem ser um problema para o meio ambiente ou se bem gerenciado pode ser uma oportunidade para a diminuição dos custos de produção e dos riscos ambientais. Uma apropriada gestão de resíduos pode representar melhoria na imagem do laboratório, adequando-se aos moldes politicamente corretos. Assim, o que é resíduo de uma atividade passa a ser insumo de outra.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2011.3628

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.