Educação com sentido: reflexões sobre o afeto em sala de aula

Noa Cykman

Resumo


O artigo traz reflexões sobre o afeto em sala de aula. Noções da educação não formal, da educação democrática, da educação libertária e outras propostas educativas divergentes em relação à escolarização comum foram incorporadas em aulas de sociologia ministradas pela autora para uma turma de segundo ano do ensino médio, em uma escola pública, em Florianópolis-SC. O afeto e a subversão da hierarquia convencional entre docentes e discentes foram eixos pedagógicos essenciais. As premissas educativas afastaram-se da escolarização convencional, fundada na episteme moderna (racionalista, objetivista, fragmentária), em direção a um “modelo” integrativo, em que a subjetividade e perspectivas de estudantes são centrais. A análise e narração embutem, no artigo, essa mesma crítica criativa, em uma reflexão que integra análises teóricas e percepções subjetivas.

Palavras-chave


sociologia; educação democrática; pedagogia

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. O ensaio como forma. In: Adorno, W.T. Notas de Literatura I. São Paulo: Ed. 34, 2003.

CAMPOS, Dinah M. de S. Psicologia da aprendizagem. Petrópolis: Editoras Vozes, 1986.

DELEUZE, Gilles. “Sur Spinoza”. Em Les cours de Gilles Deleuze, 1978. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2020.

EIDAM, Heinz; TOMAZETTI; Elisete M.; SANTOS, Robinson. Questionamentos filosóficos em sala de aula: ou 27 teses para uma necessária ignorância do professor. Revista Filosofazer, Vol. 18, nº 34, 2009.

FUNDAÇÃO Getúlio Vargas. Motivos da evasão escolar. 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

______________. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GALLO, Silvio. Pedagogia libertária: Princípios político-filosóficos. Rio de Janeiro/Florianópolis: Achieamé/Movimento, 1996.

GARDNER, Howard. Estruturas da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1994.

GARDNER, Howard. Inteligências múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1995.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos. Rio de Janeiro: Editora 34, 2013.

LENOIR, Hugues. Educar para Emancipar. Manaus: Imaginário, 2007.

MONTESSORI, Maria. Pedagogia Científica: a descoberta da criança. São Paulo: Flamboyant, 1965.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

_________________. O método 1: A natureza da natureza. Portugal: Publicações EuropaAmérica, 1997.

_________________. O método 3: O conhecimento do conhecimento. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MULTIFOCUS Inteligência de mercado. Revista Educação. Gosto pelo estudo cai no ensino médio. 2013.Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2020.

NEILL, Alexander Sutherland. Liberdade sem medo. São Paulo: Brasiliense, 1978.

FROMM, Erich. In: NEIL, Alexander Sutherland. Liberdade sem medo. Prefácio. São Paulo: Brasiliense, 1978.

PROGRAMA das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). UOL Educação.Brasil tem 3a maior taxa de evasão escolar entre 100 países. 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2020.

RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

ROGERS, Carl. Tornar-se pessoa. São Paulo: Martins Fontes, 1961.

SPINOZA, Baruch. Ética. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

YONEZAWA, Fernando Hiromi. Só a alegria produz conhecimento: corpo, afeto e aprendizagem ética na leitura deleuzena de Spinoza. Teoria e Prática, Rio Claro, Vol. 25, n.48, pp. 186-199, Jan-Abr. 2015.

ZELIZER, Viviana A. 2010. Economic Lives: How Culture Shapes the Economy. Princeton, NJ: PrincetonUniversity Press.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2021.63454

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: