A PERCEPÇÃO DE DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CONTEXTO DA POLÍTICA DE EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR

Renan Arjona Souza, Nádia Maria Pereira Souza

Resumo


Este artigo analisa o significado social da formação de professores a partir da política de expansão e interiorização do ensino superior implementada à partir do ano de 2003 no Brasil. Para tal, além do levantamento de dados em documentos oficiais federais e institucionais, realizou-se uma pesquisa qualitativa com 39 discentes ingressantes dos primeiros cursos de licenciatura de um Campus Universitário Federal na Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio de Janeiro (BR). Para a coleta de dados foi aplicado um questionário semiestruturado o qual foi explorado com base na análise de conteúdo de Bardin (1979). Os resultados da investigação, entre outros aspectos, evidenciava que a implementação do Campus da Universidade na Baixada Fluminense parece estar contribuindo com a mobilidade social e a redução das desigualdades sociais na região, ainda que de forma lenta.


Palavras-chave


Ensino superior; Formação de Professores; Baixada Fluminense.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa. Ed. 70. 1979.

BRASIL. Lei n° 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 15 abr. 2004. Seção 1, p. 3-4.

__________. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CP nº 1/2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 04 mar. 2002. Seção 1, p. 8.

__________. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CP nº 2/2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 04 mar. 2002. Seção 1, p. 9.

__________. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Censo da Educação Superior. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2015.

CASTLES, Stephen. Estudar as transformações sociais. Sociologia, Problemas e Práticas. Oeiras, n. 40, p. 123-148, set. 2002. Disponível em . Acesso em 19 jul. 2016.

CEPAL–COMISSÃO ECONÔMICA PARA A. LATINA E O CARIBE. La pobreza a fines de los años noventa, 2007.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação & Sociedade, v. 28, n. 100, p. 1203-1230, 2007.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

GOMES, Romeu. Análise e interpretação de dados de pesquisa qualitativa. In MINAYO, M. C. de S. (org.); DESLANDES, S. F.; GOMES, R. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982.

HÖFLING, Eloisa de Mattos. Estado e políticas (públicas) sociais. Cadernos Cedes, v. 21, n. 55, p. 30-41, 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010, Cidades @. Rio de Janeiro. Disponível em: Acesso em: 29 jun. 2014.

MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing: metodologia, planejamento. São Paulo: Atlas. 1996.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. (org.); DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu. Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

NÓVOA, Antônio. Imagens do futuro presente. Lisboa, Portugal: EDUCA, 2009.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. Poíesis Pedagógica, v. 9, n. 1, p. 07-19, 2011.

SGUISSARDI, Valdemar. Modelo de expansão da educação superior no Brasil: predomínio privado/mercantil e desafios para a regulação e a formação universitária. Educação & Sociedade, v. 29, n. 105, p. 991-1022, 2008.

SOUZA, Renan Arjona de. O Significado Social da Política Pública de Expansão do Ensino Superior na Baixada Fluminense. 2016. 129p. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2016.

UFRRJ. Programa Institucional de Formação de Professores para a Educação Básica. Deliberação CEPE nº 138 de 11 de dezembro de 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2016.

___________. Projeto Político Pedagógico do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ (PPP-IM). 2006. Deliberação CONSU nº 04 de 30 de março de 2006. Disponível em . Acesso em: 15 abr. 2016.

ZAINKO, Maria Amélia Sabbag. Políticas de formação de professores na universidade pública: uma análise de necessidades, entre o local e o global. Educar em Revista, n. 37, 2010.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2018.32081

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: