Vinte anos sem Darcy: impressões e notas

Helena Bomeny

Resumo


Darcy Ribeiro foi presença constante em pesquisas que fiz. Foi do acervo do CPDOC da FGV que me aproximei intelectualmente daquele que seria o parceiro do qual Darcy não se separaria desde 1950. Ter-se aproximado de Anísio Teixeira produziu no antropólogo um verdadeiro roteiro de atuação pública e deu a ele o desenho de uma agenda onde o tema da educação ocupou lugar primordial. A provocação para escrita dessas notas veio da indagação sobre a falta que um intelectual como Darcy pode fazer. Em que ficamos mais pobres com a saída de cena deste intelectual público e político engajado? Discuto cinco aspectos: aposta no Brasil como sociedade; aposta na política como meio de realização humana; capacidade crítica que distanciou Darcy de fidelidade intransigente a princípios imobilizadores; eleição do popular como sujeito da nação; paixão pela literatura como expressão maior da criatividade, da produção intelectual e científica, da ação política, e da afetividade e dos sentimentos.

Palavras-chave


sociedade; política; povo; educação

Texto completo:

PDF

Referências


BOMENY, Helena. Darcy Ribeiro. Sociologia de um indisciplinado. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2001a.

BOMENY, Helena. Intelectuais da educação. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2001b.

BOMENY, Helena. “Salvar pela escola: Programa Especial de Educação”. Em: Marieta de Moraes Ferreira (organizadora) A força do povo: Brizola e o Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Alerj, PDOC/FGV, 2008, p.95-127.

BOMENY, Helena. “Universidade de Brasília: filha da utopia de reparação”. Sociedade e Estado. UnB impresso. Brasília, vol. 31, série 1, p.1003-1028.

COELHO, Haydée Ribeiro. “A cultura na perspectiva de Darcy Ribeiro e Ángel Rama”. Via Atlântica, n.8, Dez/2005, p.165-183.

EMERIQUE, Raquel Balmant. “Do salvacionismo à segregação: a experiência dos Centros Integrados de Educação Pública do Rio de Janeiro”. [Dissertação de mestrado defendida no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPCIS) da UERJ], 1997.

MIGNOT, Ana Chrystina Venancio. CIEP - Centro Integrado de Educação Pública: alternativa para a qualidade do ensino ou nova investida do populismo na educação? Rio de Janeiro, 1988. Dissertação (mestrado), PUC-RJ. [ Links ]

__________. CIEP — Centro Integrado de Educação Pública: alternativa para a qualidade do ensino ou nova investida do populismo na educação? Em Aberto, n. 44, p. 45-63, 1989. [ Links ]

__________. A escola pública e a construção de um espaço alternativo de educação. Educação e Sociedade, n. 40, p. 502-508, 1991. [ Links ]

__________. Decifrando o recado do nome: uma escola em busca de sua identidade pedagógica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 74, n. 178, p. 619-638, 1993. Brasília, INEP/MEC. [ Links ]

XAVIER, Libânia. O Brasil como laboratório: educação e ciências sociais no projeto do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais CBPE/INEP/MEC (1950/1960). Bragança Paulista: IFAN/CDAPH/EDUSF,1999




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2017.31707

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: