PESQUISA (AUTO)BIOGRÁFICA, CULTURA E COTIDIANO ESCOLAR: DIÁLOGOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS

Autores

  • Elizeu Clementino Souza Universidade do Estado da Bahia
  • Rita de Cássia Magalhães Oliveira Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2016.25506

Palavras-chave:

Pesquisa (Auto)biográfica, Narrativas de vida, Cotidiano escolar, Comunidade rural-quilombola.

Resumo

O texto sistematiza questões teórico-metodológicas sobre pesquisa (auto)biográfica e suas relações com as práticas cotidianas construídas numa escola rural da comunidade rural-quilombola no distrito de Matinha dos Pretos em Feira de Santana-Ba, configurando-se como entrada de um subprojeto da pesquisa ‘Diversas ruralidades – Ruralidades diversas: sujeitos, instituições e práticas pedagógicas’, financiada pela Fapesb e CNPq. Objetiva analisar modos como as culturas desta comunidade são reconstruídas nas práticas cotidianas da escola, através da utilização de entrevistas narrativas, grupo de discussão e registros no diário de campo, como dispositivos férteis para a apreensão da cultural local e suas interfaces com o cotidiano escolar.

Biografia do Autor

Elizeu Clementino Souza, Universidade do Estado da Bahia

Professor da Universidade do Estado da Bahia

Rita de Cássia Magalhães Oliveira, Universidade do Estado da Bahia

Universidade do Estado da Bahia

Referências

ALVES, Nilda. Cultura e cotidiano escolar. In: Revista Brasileira de Educação, Campinas, ANPEd, Autores Associadas, nº 23, p. 62-74, maio/ago. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n23/n23a04.pdf. Acesso em: abril 2014.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Trad. Paloma Vidal. – Rio de Janeiro: EDUERJ, 2010.

BATISTA NETO, José. Algumas considerações teóricas e metodológicas sobre a abordagem biográfica, instrumento da pesquisa educacional e da formação: contribuições da Escola de Chicago e do interacionismo simbólico. In.: Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste. 18°, 2007, Maceió, Anais... Macieó, EDUFAL, p. 1-18.

BAUMAN. Zigmund. Sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Tradução José Gradel. – Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura; tradução Sérgio Paulo Rouanet. Obras escolhidas - Vol.1 – 8ª Ed. Revista – São Paulo: Brasiliense, 2012.

BERTAUX, Daniel. Narrativas de vida: a pesquisa e seus métodos. Trad. Zuleide Alves Cardoso Cavalcante, Denise Maria G. Lavallé. Natal, RN: EDUFRN, São Paulo. Paulus, 2010.

BOHNSACK, R.; WELLER, W. O método documentário na análise de grupos de discussão. In: WELLER, W.; PFAFF, Nicole. (Org.). Metodologia da pesquisa qualitativa em educação. 2. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2011, p. 67-86.

CAVALLEIRO, Eliane Santos. Considerações sobre etnografia na escola e prática de investigação sobre as relações raciais e de gênero. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (Org.). Metodologia da pesquisa qualitativa em educação. 2. ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2011, p. 271-288.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Arte de fazer. 18. ed. Tradução de Efphraim F. Alves. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

CROODS, Os. Direção: Kirk De Micco; Chris Sanders. Produção:Kristine Belson, Jane Hartwell. 1 DVD (99 min), NTSC, color. Gênero Animação. EUA, 2013. Distribuidora: Fox Filme do Brasil. Título original: The Croods.

CUNHA, Jorge Luiz da. Pesquisa com (auto)biografias: interfaces em tempos de individualização. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna; PASSEGI, Maria da Conceição. (Org.). Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica: Tomo I. Natal: EDUFRN; Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2012, p. 95-113.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto; tradução de Maria da Conceição Passegi, João Gomes da Silva Neto e Luis Passegi. – Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

____________________________. A pesquisa biográfica: projeto epistemológico e perspectiva metodológica. Tradução de Albino Pozzer. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. PASSEGI, Maria da Conceição. (Org.). Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica: Tomo I. Natal: EDUFRN; Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB, 2012, p. 71-94.

FERRAROTI, Franco. Sobre a autonomia do método bográfico. In: NÓVOA, António.; FINGER, Matthias. O método (auto)biográfico e a formação. Natal, RN EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010, p. 31-57.

FINGER, Matthias. O método (auto)biográfico e a formação. . In: NÓVOA, António.; FINGER, Matthias. O método (auto)biográfico e a formação. Natal, RN EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010, p. 19-29.

FURLANETTO, E. C. Os caminhos de construção de uma pesquisa simbólica. In: SOUZA, Elizeu Clementino de. PASSEGGI, Maria da Conceição. (Org.). Pesquisa (auto)biográfica: cotidiano, imaginário e memória. Natal, RN, São Paulo, 2008, p. 91-111.

GADAMER, H-G. Verdade e Método. Rio de Janeiro: Vozes. Editora Unisinos, 1996.

GALEFFI, Dante. O rigor nas pesquisas: uma abordagem fenomenológica em chave transdisciplinar. In: MACEDO, Roberto Sidnei. Um rigor outro sobre a qualidade na pesquisa qualitativa: educação e ciência humana. Salvador: EDUFBA, 2009, p. 13-74.

GEIMER, Alexander. Práticas culturais de recepção e apropriação de filmes na perspectiva da Sociologia Praxeológica do Conhecimento. In: WELLER, W.; PFAFF, N. Metodologias da pesquisa qualitativa em educação. 2. Ed., Petrópolis, Rj: Vozes, 2011. p. 135-150.

GOSS, K. P. Trajetórias militantes: análise de entrevistas narrativas com professores e integrantes do movimento negro. In: WELLER, W.; PFAFF, N.; (Org.). Metodologia da pesquisa qualitativa em educação. 2. ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2011, p. 223-238.

JOVCHELOVITCH, S.; BAUER, M. Entrevista narrativa. In: BAUER, Martin W.; GASKEEL, George (Orgs.). Pesquisa qualitativa com texto: imagem e som: um manual prático. Tradução Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis: Vozes, 2002, p. 90-113.

MACEDO, Roberto Sidnei. Atos de currículo formação em ato? para compreender, entender e problematizar o currículo e formação. Ilhéus: Editus, 2009.

_____________________. Etnopesquisa crítica/etnopesquisa-formação. Série Pesquisa, Brasília: Líber Livro Editora, 2007.

MELO NETO, João Cabral de. Poemas. In: MACHADO, L. R. Novas Seletas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002, p.13, 23, 29.

MOTEAGUDO, J. González. As histórias de vida em educação: entre a formação, pesquisa e testemunho. In: SOUZA, Elizeu Clementino de. (Org.). Memória, (Auto)biografia e diversidade: questões de método e trabalho docente. Salvador: EDUFBA, 2011, p. 135-148.

NÓVOA, António. A formação tem que passar por aqui: as histórias de vida do Projeto Prosalus. In. NÓVOA, A.; FINGER, M. (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. – Natal: EDUFRN, São Paulo: Paulus, 2010, p. 155-187.

OLIVEIRA, I. B. de. Estudos do cotidiano e pesquisa em educação: Interfaces com as narrativas autobiográficas na compreensão do potencial emancipatório das práticas educativas cotidianas. In: SOUZA, E. C. de.; PASSEGGI, M. da C. (Org.). Pesquisa (auto)biográfica: cotidiano, imaginário e memória. Natal, RN, São Paulo, 2008, p. 163-182.

PINEAU, G.; LE GRAND, Jean-Louis. As histórias de vida. Trad. Carlos Eduardo Galvão Braga e Maria da Conceição Passeggi. Natal, RN: EDUFRN, 2012.

SOUZA, E. C. de. A arte de contar e trocar experiências: reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. In. Revista Educação em Questão, Natal, v. 25, n. 11, p. 22-39, jan./abr. 2006.

______________. Diálogos cruzados sobre pesquisa (auto)biográfica: análise compreensiva-interpretativa e política de sentido. In: Revista do Centro em Educação UFSM, Santa Maria, Rio Grande do Sul, v. 39, n. 1, p. 39-50, jan./abr. 2014.

WELLER, W. Grupos de discussão: aportes teóricos e metodológicos. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (Org.). Metodologia da pesquisa qualitativa em educação. 2. ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2011, p. 55-66.

Downloads

Publicado

11-09-2016

Como Citar

SOUZA, Elizeu Clementino; OLIVEIRA, Rita de Cássia Magalhães. PESQUISA (AUTO)BIOGRÁFICA, CULTURA E COTIDIANO ESCOLAR: DIÁLOGOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 182–203, 2016. DOI: 10.12957/riae.2016.25506. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/25506. Acesso em: 29 maio. 2024.