IDENTIDADES, INTERCULTURALIDADE E EDUCAÇÃO: UMA ANÁLISE ANTROPOLÓGICA

Ricardo Vieira

Resumo


Três ideias estruturam este texto:

1 - A educação é mais que escolarização. Se o sentido corrente da palavra Educação remete o ensino e a aprendizagem para o domínio das aulas e das escolas, a verdade é que a escolarização dá às crianças e jovens pequeno contributo para a inculturação e construção identitária.

2 - O social e o individual passam pelo indivíduo, não apenas o indivíduo pelos contextos, tornando-o múltiplo, plural, mestiço, construído em continuidades e descontinuidade numa educação intercultural.

3 - A Mediação Intercultural, assente em referência da Pedagogia Social, distanciando-se da pura resolução de conflitos e posicionando-se numa perspetiva preventiva; mas, também, e essencialmente, transformadora das relações sociais, procura mudar situações sociais que geram injustiças, carências ou revoltas, sempre com o envolvimento dos implicados, como busca da convivência num processo educativo intercultural.


Palavras-chave


Educação; identidades; mestiçagem; interculturalidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ABDALLAH-PRETCEILLE, M. Vers une Pedagogie Interculturelle, Paris: INRP. 1990.

ALMEIDA, H. N. “A recomposição dos laços sociais – uma mediação expressiva e instrumental na luta contra a exclusão social” in CUNHA, Pedro (org.) (2004), Actas do colóquio de mediação. Uma forma de resolução alternativa de conflitos, Porto, Universidade Fernando Pessoa. 2004.

ANDRÉ, J. Diálogo Intercultural, Utopia e Mestiçagem em Tempos de Globalização. Coimbra: Ariane Editora. 2005.

ANDRÉ, J. Multiculturalidade, Identidades e Mestiçagem: O Diálogo Intercultural nas Ideias, na Política, nas Artes e na Religião. Coimbra: Palimage. 2012.

ANZALDÚA, G. Borderlands/La Frontera: The New Mestiza. San Francisco: Aunt Lute Books. 1987.

BOURDIEU, P. Esboço para uma Auto-análise, Lisboa: Edições 70. 2005.

BRUNER, J. Cultura e Educação, Lisboa: Ed. 70. 2000.

CAMILLERI, C. ; COHEN-EMERIQUE, M. (Dir.). Chocs des Cultures; Concepts et Enjeux Pratiques, Paris: L’ Harmattan. 1989.

CARVALHO, A. & BAPTISTA, I. Educação Social, Fundamentos e Estratégias, Porto: Porto Editora. 2004.

CORTESÃO, L. Ser professor: um ofício em extinção? Reflexões sobre as praticas educativas face à diversidade, no limiar do séc XXI, Porto, Edições Afrontamento. 2000.

GUSMÃO, N. M. M. Os filhos da África em Portugal, Antropologia, multiculturalidade e educação. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais. 2004.

HALL, S. “The Question of Cultural Identity”, D. Hall & A. McGrew (eds.), Modernity and Its Futures. Cambridge: Polity Press, 1992. pp. 274–316.

ITURRA, R. Fugirás à Escola para Trabalhar a Terra: Ensaios de Antropologia Social sobre o Insucesso Escolar, Lisboa: Escher. 1990a.

ITURRA, R. A Construção social do insucesso escolar, Lisboa: Escher. 1990b.

JARES, X. Pedagogia da Convivência. Porto: Profedições. 2007.

LAPLANTINE, F. e NOUSS, A. A Mestiçagem, Lisboa: Instituto Piaget. 1997.

LEVI-STRAUSS, C. (ed.) L’ Identité. Paris: Grasset. 1977.

PERES, A. “Introdução” in PERES, Américo e VIEIRA, Ricardo (Orgs.). Educação, Justiça e Solidariedade na Construção da Paz, Chaves e Leiria: APAP e CIID-IPL, 2010. pp. 9-29.

PERRENOUD, P. A Pedagogia na escola das Diferenças, Porto Alegre: Artmed. 2001.

PINEAU, G. "Les histoires de vie en formation: un mouvement socio-educatif", Le Groupe Familiale, nº 126. 1990.

SERRES, M. O Terceiro Instruído. Instituto Piaget: Lisboa. 1993.

TEODORO, A. Professores para quê? Mudanças e desafios na profissão docente, Porto: Profedições. 2006.

TORREMOREL, M. Cultura de Mediação e Mudança Social, Porto: Porto Editora. 2008.

VIEIRA, A. “Pedagogia social nas escolas: um olhar sobre a mediação e a educação social” in Cadernos de Pedagogia Social,nº 4, Porto: Universidade Católica, 2012. pp 9-26.

VIEIRA, R. Histórias de Vida e Identidades: Professores e Interculturalidade, Porto: Afrontamento. 1999a.

VIEIRA, R. Ser igual Ser Diferente: Encruzilhadas da Identidade, Porto: Profedições. 1999b.

VIEIRA, R. “Vidas revividas: etnografia, biografias e a descoberta de novos sentidos”, in CARIA, Telmo (Org.) (2003). Metodologias Etnográficas em Ciências Sociais, Porto: Afrontamento, 2003. pp. 77-96.

VIEIRA, R. Identidades Pessoais. Interacções, Campos de Possibilidade e Metamorfoses Culturais, Lisboa: Colibri. 2009.

VIEIRA, R. Educação e Diversidade Cultural: notas de antropologia da educação, Porto: Ed. Afrontamento. 2011.

VIEIRA, R. Entre a Escola e o Lar: o currículo e os saberes da infância, Lisboa: Escher. 1992.

WIEVIORKA, Michel A Diferença, Lisboa: Fenda Edições. 2002.

ZEICHNER, K. A Formação Reflexiva de Professores: Ideias e Práticas, Lisboa: Educa. 1993.

Webgrafia

http://www.acm.gov.pt/-/resmi-rede-de-ensino-superior-para-a-mediacao-intercultural acedido em 18 de fevereiro de 2016.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2016.25505

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: