O método fenomenológico em psicologia: uma leitura de Nilton Campos

Adriano Furtado Holanda

Resumo


Este trabalho de História da Psicologia é parte de um projeto maior, o qual se propõe a construir a história da fenomenologia no Brasil. Nilton Campos é o responsável pela primeira publicação que relaciona diretamente Fenomenologia ao campo da Psicologia em nosso país. O trabalho procura igualmente lançar luzes sobre as possíveis razões que justificariam o desenvolvimento tardio do pensamento fenomenológico no Brasil. Partindo da leitura de sua tese de concurso, de 1945, intitulada O Método Fenomenológico na Psicologia, o trabalho procura isolar as influências e os autores envolvidos no desenvolvimento de seu trabalho, buscando esclarecer os primeiros caminhos da psicologia fenomenológica no País. São apontadas as relações com o pensamento de Brentano e da Escola de Berlim, e finaliza por apontar a contemporaneidade do trabalho de Nilton Campos, seu lugar no contexto da história da psicologia brasileira, bem como seu legado em autores mais recentes, como Antonio Gomes Penna.

Palavras-chave


Fenomenologia; Psicologia; História da psicologia

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2012.8218

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com