RELATO SOBRE A DOCÊNCIA: CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SEMINÁRIOS DE ESTUDOS DIRIGIDOS - RECOMENDAÇÕES E PROTOCOLOS VOLTADOS AO PATRIMÔNIO CULTURAL, EM TEMPOS DE PANDEMIA - COVID - 19-2020

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2022.64398

Palavras-chave:

Ensino remoto. Conservação de acervos. Conservação de acervos na pandemia. Acervos universitários.

Resumo

Este texto foca em uma experiência de ensino do curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis, na área de conservação de acervos em museus, durante o “Semestre Alternativo” proposto pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), que ocorreu entre 22 de junho e 12 de setembro de 2020. Pretende-se relatar a organização da disciplina e sua implementação no ambiente virtual, que proporcionou um espaço de reflexão para os discentes, em torno das condições impostas aos locais de guarda de acervos (galerias, bibliotecas, arquivos e museus) pela quarentena e pelo risco de contaminação pelo COVID-19, seus desdobramentos, compreendendo seus trabalhadores, usuários e acervos. A metodologia se amparou em cursos de capacitação online, debates e orientações pedagógicas específicas para o desenvolvimento de atividades, normalmente oferecidas de modo presencial, na plataforma e-Aula/UFPEL, direcionadas para uma experiência 100% online, programada para ser concluída em seis semanas. O resultado das discussões propostas com os discentes foi um documento com recomendações para os museus e projetos que atuam em acervos, da Rede de Museus/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PREC)/UFPEL, no sentido de orientar ações em possíveis cenários, durante a pandemia de COVID-19: de uma quarentena muito rígida à reabertura dos museus. O trabalho final da disciplina, adaptado recentemente, após 12 meses de sua elaboração, transformou-se em protocolo de medidas sanitárias para os museus da universidade, que se preparam para receber novamente seu público, em dezembro de 2021.

Biografia do Autor

Annelise Costa Montone, Universidade Federal de Pelotas

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural, Instituto de Ciências Humanas (ICH), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), linha de pesquisa patrimônio e cidade (2018). Mestre pelo mesmo programa, na linha de pesquisa gestão de acervos e patrimônio (2011). Especialista em Preservação do Patrimônio Arquitetônico e Urbano/UFPel (2005). Graduada em Arquitetura e Urbanismo/UFPel (2003) e em Administração de Empresas e Administração Pública pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS (1985). Foi administradora da Prefeitura Municipal de Pelotas/Secretaria Municipal de Cultura e atuou na gestão e direção do Museu Municipal Parque da Baronesa, de 2004 a 2018. Atualmente é docente no Bacharelado em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis e no Bacharelado em Museologia/Departamento de Museologia e Conservação e Restauro (DMCOR), ICH/UFPel, na área de Conservação Preventiva. É representante, junto à Rede de Museus da UFPel, do Museu das Telecomunicações; faz parte da Comissão Executiva da Rede de Museus da UFPel.

Andréa Lacerda Bachettini, Universidade Federal de Pelotas

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural do ICH/UFPel ( 2013-2017), Mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2003), Especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001), Especialização em Patrimônio Cultural: Conservação de Artefatos pela Universidade Federal de Pelotas (1997), Especialização em Patrimônio Cultural: Conservação de Artefatos pela Universidade Federal de Pelotas (1997), Graduação em Pintura pela Universidade Federal de Pelotas (1994), Graduação em Gravura pela Universidade Federal de Pelotas (1992) . Foi bolsista do Programa de Cooperação Ibero Americana na Universidade de Granada - ES (1996), com pesquisa na área de Pintura Encaústica, e na Universidade Politécnica de Valencia-ES (1998), com pesquisa na área de Conservação e Restauro de Bens Culturais: Restauração de Pintura Mural e Escultura Policromada. Exerce a carreira de magistério superior, classe professor Adjunto do Departamento de Museologia Conservação e Restauro do Instituto de Ciências Humanas, da Universidade Federal de Pelotas, atuando no Curso de Bacharelado em Conservação e Restauro de Bens Culturais. Professora do Programa de Pós-Graduação em Artes do Centro de Artes da UFPel. É Coordenadora da Rede de Museus da UFPel e atua na  Comissão Executiva. Chefia a Divisão de Mapeamento e Inventários em Extensão da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel. É vice-diretora do Instituto de Ciências Humanas da UFPel. Foi presidente da ACOR-RS (Associação dos Conservadores Restauradores de Bens Culturais do RGS) (2011-2013), foi Vice-Presidente desta associação (2017-2019), foimembro do conselho consultivo (2019-2021), e atualmente é É associada à ABRACOR (Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais) desde 2000. É Membro do ICOM (Conselho Internacional de Museus).


Referências

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376>. Acesso em: 17 dez.2021.

CONSELHO INTERNACIONAL DE MUSEUS - BRASIL. Recomendações do ICOM Brasil em relação à COVID-19. Abril, 2020. Disponível em: <http://www.icom.org.br/wp-content/uploads/2020/04/RECOMENDACOES_CONSERVACAO_15_ABRIL_FINAL-1.pdf>. Acesso em: 21 dez.2021.

INTERNATIONAL CENTRE FOR THE STUDY OF THE PRESERVATION AND RESTORATION OF CULTURAL PROPERTY (ICCROM). Serie de conferencias del ICCROM. Disponível em: <https://www.iccrom.org/es/recursos/serie-de-conferencias-del-iccrom>. Acesso em: 04 jun.2020.

KENSKI, Vani Moreira; et al. Ensinar e aprender em ambientes virtuais. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v.10, n.2, p.223-249, jun. 2009.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Plano Pedagógico do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis. 2019. Disponível em: <https://wp.ufpel.edu.br/crbensmoveis/files/2020/04/PPC_2020_OFICIAL.pdf >. Acesso em: 17 dez.2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Princípios e serviços do NATE UFPEL. 2020a. Disponível em: <https://wp.ufpel.edu.br/nate/files/2020/12/Principios-e-servicos-do-NATE-atualizado_-Guias.pdf.> Acesso em: 17 dez.2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Plano de ensino - Seminário de Estudos Dirigidos - Recomendações e protocolos voltados ao patrimônio cultural, em tempos de pandemia – COVID-19 - 2020b. Disponível em:

<https://cobalto.ufpel.edu.br/academico/professores/planoEnsino/turma/244068>. Acesso em: 17 dez.2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. PORTARIA Nº 2101, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2021. 2001a. Disponível em: <https://sei.ufpel.edu.br/sei/publicacoes/controlador_publicacoes.php?acao=publicacao_visualizar&id_documento=1743649&id_orgao_publicacao=0 >. Acesso em: 30 dez.2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Recomendações para Abertura dos Museus da Rede de Museus da UFPEL. 2021b. Disponível em: <https://sei.ufpel.edu.br/sei/controlador.php?acao=procedimento_trabalhar&acao_origem=procedimento_controlar&acao_retorno=procedimento_controlar&id_procedimento=1651841&infra_sistema=100000100&infra_unidade_atual=110000588&infra_hash=2f0e1912e262b2b23e752e89697b397f83ebb9a11d44812a6c364bfebbaf795f>. Acesso em: 30 dez.2021.

Downloads

Publicado

2022-09-23

Como Citar

MONTONE, Annelise Costa; BACHETTINI, Andréa Lacerda. RELATO SOBRE A DOCÊNCIA: CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SEMINÁRIOS DE ESTUDOS DIRIGIDOS - RECOMENDAÇÕES E PROTOCOLOS VOLTADOS AO PATRIMÔNIO CULTURAL, EM TEMPOS DE PANDEMIA - COVID - 19-2020. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 6, n. 4, p. 252–265, 2022. DOI: 10.12957/redoc.2022.64398. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/64398. Acesso em: 26 maio. 2024.