Dois aniversários durante a pandemia

Anamaria Ladeira Pereira

Resumo


Sem muito ar, num fôlego só, o deleite-desespero de estar viva, firmando o pé na luta junto a corpos dissidentes, sobrevivendo ao caos pandêmico piorado por um governante que manda a nação às favas. Vontade de meter o pé na porta e barrar os absurdos que vêm sendo perpetrados a cada dia. Ao mesmo tempo, poesia; sopro de velas imaginárias; um feliz aniversário recusado, obrigada. Seguimos respirando, mal nos aguentando em pé às vezes, rodeadas de perdas, ficando mais velhas, mais cansadas e tensas, mais insones, menos resignadas, mais combativas: em pé de guerra com essa história de termos de aceitar caladas.


Palavras-chave


Pandemia. Corpos dissidentes. Lutas.

Texto completo:

PDF

Referências


DAVIS, Angela; KLEIN, Naomi. Construindo movimentos: uma conversa em tempos de pandemia. São Paulo: Boitempo, 2020.

DINIZ, Debora. Crônica do imunoprivilégio. El País. Disponível em:

. Acesso em: 26 abr. 2021.

JUCÁ, Beatriz. Chip na vacina, “virar jacaré” e outros mitos criam pandemia de desinformação na luta contra a covid-19. El País. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2021.

SANTANA, Tayrine; ZAPPAROLI, Alecsandra. Conceição Evaristo "a escrevivência serve também para as pessoas pensarem". Itaú Social. Disponível em: . Acesso em 26 abr. 2021.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2021.59488

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.