Transporte público interestadual gratuito para jovens de baixa renda – a inconstitucionalidade da transferência de custos para a iniciativa privada / Free interstate public transport for low-income youth – the unconstitutionality of transferring costs to private enterprise

Ricardo Bazzaneze, Oksandro Osdival Gonçalves

Resumo


Este artigo aborda os direitos sociais, especialmente o transporte e a transferência das obrigações positivas do Estado para a iniciativa privada. Na prática, os direitos sociais não são efetivamente garantidos pelo Estado em razão da ineficiência na gestão pública dos recursos arrecadados. Sem alternativas, o Estado busca socorro junto à iniciativa privada, tal como ocorre com o Estatuto da Juventude (Lei 12.825/2013), que garantiu aos jovens de baixa renda (renda familiar de até 2 salários mínimos) com idade de 15 a 29 anos o direito de acesso ao território e à mobilidade a partir de 2 passagens gratuitas e 2 com 50% de desconto. Assim, a partir do método dedutivo, analisa-se o dever prestacional do Estado com relação aos direitos sociais garantidos pela Constituição e, por meio de consulta à doutrina e à jurisprudência do STF, investiga-se a constitucionalidade da transferência do dever prestacional à iniciativa privada. Por fim, o resultado da pesquisa demonstra a inconstitucionalidade da transferência dos direitos sociais exclusivamente para a iniciativa privada sem nenhuma contrapartida financeira, de modo que se sugere a reflexão sobre a má gestão do Estado com os recursos públicos o que vem sendo camuflado pela transferência desses custos para a iniciativa privada. 

Palavras-chave: transporte público gratuito; jovens de baixa renda; transferência de custos; direitos sociais; iniciativa privada

Abstract

 This article addresses social rights, especially transport, and the transfer of the positive obligations of the state to the private sector. In reality what one can see is that social rights are not in fact guaranteed by the state due to the ineffective public management of resources collected. Without alternatives, the state seeks help from the private sector, as in the case of Estatuto da Juventude (‘Youth Statute’) (Law 12.825/2013), which guaranteed the right of access to territory and mobility to young people from low-income families (family income of up to 2 minimum ages) aged 15 to 29. It hence determined that they were ensured 2 free slots in the interstate transportation system and 2 (two) slots at a 50%  discount. So, using the deductive method, this article analyzes the state’s rendering duty in relation to the social rights guaranteed by the Constitution and, by resourcing to the doctrine and the jurisprudence of the Brazilian Supreme Court, it investigates the constitutionality of the transfer of the rendering duty to the private enterprise. Finally, the research result demonstrates the unconstitutionality of the transfer of social rights solely to the private enterprise without any incentive. It thus invites to the careful examination of the state’s poor management of public resources, which ends up being concealed by the transfer of costs to the private enterprise. 

Keywords: free public transport; low-income youth; transfer of costs; social rights; private enterprise


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rdc.2018.33175

Direitos autorais 2018 Revista de Direito da Cidade

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons de Atribuição Não Comercial Sem Derivações 3.0 Não Adaptada disponível em: (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt

 

Indexada em | Indexed by:

Directory of Open Access JournalsResultado de imagem para "ebsco"Resultado de imagem para scilit

LA Referenciahttp://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgResultado de imagem para suncatResultado de imagem para "American Association for the Advancement of Science"

Resultado de imagem para lexis nexis3d rendered picture of high peaks and cloud, with typographic logo for JURNSHERPA/RoMEO Logohttp://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgLA ReferenciaResultado de imagem para google scholar

 

Ver outras indexações da Revista

Periódico associado | Associated journal:

Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC

 

Revista de Direito da Cidade
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524, Sala 7027 B – Maracanã – Rio de Janeiro – RJ Cep 20550-900
Telefone: (21) 23340823
email: revistadedireitodacidadeuerj@gmail.com