O PROJETO GRÁFICO COMO MEDIADOR DE LEITURA: O CASO DO REENDEREÇAMENTO

Ana Crelia Penha Dias, Raquel Cristina de Souza e Souza

Resumo


Este artigo apresenta algumas considerações sobre o fenômeno do reendereçamento – a publicação, para crianças e jovens, de obras literárias produzidas originalmente para adultos, sem modificação textual – à luz dos recentes estudos sobre o livro ilustrado. São analisadas duas obras reendereçadas: O espelho, conto de Machado de Assis, ilustrado por Fernando Vilela e publicado em 2008; e Minsk, conto de Graciliano Ramos, ilustrado por Rosinha, e publicado em 2013. A leitura proposta para cada uma das obras pretende levantar algumas questões sobre as tensões e confluências entre projeto estético, projeto gráfico, mercado editorial e escola.

 


Palavras-chave


Reendereçamento; Cânone; Mercado Editorial.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/pr.2016.30909

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista na BASE Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista no Google Scholar Pensares em Revista no Latindex Pensares em Revista no Livre Logo do Periódicos CAPES

 

R. Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato, São Gonçalo - RJ, CEP: 24435-005