Dialogando com estudantes universitários sobre as doenças sexualmente transmissíveis.

Thelma Spindola, Claudia Silvia Rocha Oliveira, Carolina Passos Sodré, Hugo de Andrade Peixoto, Mary Hellem Silva Fonseca, Leticia Tambasco

Resumo


Os jovens são um grupo vulnerável às doenças sexualmente transmissíveis em função de suas características próprias. Considerando a população que ingressa anualmente nas universidades é constituída majoritariamente por pessoas jovens, torna-se relevante dialogar com esses estudantes acerca das doenças transmitidas pela prática do sexo inseguro. Este estudo tem o objetivo de relatar as atividades desenvolvidas pelo projeto de extensão “Quando o assunto é prevenção: dialogando com os jovens acerca das doenças sexualmente transmissíveis”, realizado nas dependências da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Descreve os momentos de interação com os jovens e a vivência das dinâmicas adotadas na execução da ação. As atividades tiveram início em 2013 e, desde então, o projeto já atingiu aproximadamente 600 jovens dos cursos de educação física, enfermagem, educação e odontologia. Em 2014 os alunos da Fundação da Infância e Adolescência, com sede na UERJ, com idades entre 13 e 16 anos foram incluídos na ação. Os estudantes são receptivos, demonstram boa aceitação e interesse durante a realização das dinâmicas e participam ativamente das atividades propostas pelos integrantes da equipe. As atividades buscam esclarecer a população jovem sobre as doenças sexualmente transmissíveis, estimulando a reflexão da importância da prática do sexo seguro para a prevenção da ocorrência das infecções, e a adoção de hábitos de vida saudáveis para a prevenção de agravos para a saúde sexual e reprodutiva. A aids se destaca como a doença mais conhecida entre os estudantes. Acreditamos que o diálogo e ações de conscientização podem favorecer a mudança de atitude e contribuir para a redução da ocorrência de doenças sexualmente transmissíveis entre os jovens.


Palavras-chave


doenças sexualmente transmissíveis, educação em saúde, enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2017.22203

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ