História da América Latina: diálogos possíveis entre a sociologia das ausências e os livros didáticos de História

Edson Antoni

Resumo


Neste artigo analisamos os conteúdos de história latino-americana presentes em livros didáticos distribuídos às escolas brasileiras pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). À luz do entendimento da razão metonímica, é possível estabelecer uma análise acerca destes materiais didáticos e, consequentemente, compreender alguns elementos que dificultam a constituição de uma identidade latino-americana. Com base neste estudo é possível perceber que, mesmo havendo referências à história latino-americana nas fontes selecionadas, a forma como esse conteúdo é apresentado contribui para a produção daquilo que definimos como a não-existência da experiência histórica latino-americana. Acreditamos que a dificuldade de constituir, a partir do Brasil, uma identidade latino-americana, bem como, a perspectiva do latino-americano como um sujeito outro, é resultado desse processo de formação que encontra nos materiais didáticos uma importante base de apoio. encontra nos materiais didáticos uma importante base de apoio.       


Palavras-chave


América Latina; Razão metonímica; não-existência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2021.57515

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/