Disponibilidade de acadêmicos de enfermagem para educação interprofissional em saúde [Nursing students’ readiness for interprofessional health education] [Disponibilidad de estudiantes de enfermería para la educación interprofesional en salud]

Gabriela Lopes de França, Fernanda Letícia Frates Cauduro, Carla Targino Bruno dos Santos

Resumo


Objetivo: avaliar a disponibilidade de acadêmicos de enfermagem para a educação interprofissional em saúde. Método: estudo realizado com acadêmicos de enfermagem de uma instituição pública de ensino superior do Distrito Federal. Os dados foram coletados no período de março a maio de 2020. Utilizou-se a escala Readiness for Interprofessional Learning Scale, versão adaptada para a língua portuguesa, composta por três fatores de avaliação. Adicionou-se uma questão aberta ao instrumento. Utilizaram-se duas técnicas de análise. Estatística, operacionalizada pelo software PSPP, e categorial. Protocolo de pesquisa aprovado pelo Comitê de ética em Pesquisa. Resultados: os 31 acadêmicos de enfermagem participantes apresentaram disponibilidade satisfatória para a educação interprofissional em saúde, observada nos três fatores avaliados. Obteve-se respostas positivas, com destaque para o item 3(87,1%) do fator 1, e o item 29 (90, 3%) do fator 3. Conclusão: a disponibilidade para a educação interprofissional em saúde foi avaliada como satisfatória.

ABSTRACT

Objective: to assess nursing students’ readiness for interprofessional health education. Method: in this study with nursing students from a public higher education institution in the Federal District, data were collected from March to May 2020, using a version of the Readiness for Interprofessional Learning Scale adapted for Portuguese and consisting of 3 assessment factors. An open question was added to the instrument. The data were analyzed statistically, using PSPP software, and categorically. The research protocol was approved by the research ethics committee. Results: by the three factors evaluated, the 31 nursing students displayed satisfactory readiness for interprofessional health education. Positive responses were obtained, particularly on factor 1, item 3 (87.1%), and factor 3, item 29 (90.3%). Conclusion: readiness for interprofessional health education was found to be satisfactory.

RESUMEN

Objetivo: evaluar la disponibilidad de estudiantes de enfermería para la educación interprofesional en salud. Método: estudio realizado con estudiantes de enfermería de una institución pública de educación superior del Distrito Federal. Los datos fueron recolectados de marzo a mayo de 2020. Se utilizó la Readiness for Interprofessional Learning Scale, una versión adaptada para el idioma portugués, que cuenta con 3 factores de evaluación. Se agregó una pregunta abierta al instrumento. Se utilizaron dos técnicas de análisis. Estadística, operadas por software PSPP, y categórica. Protocolo de investigación aprobado por el Comité de Ética en Investigación. Resultados: los 31 estudiantes de enfermería que participaron presentaron disponibilidad satisfactoria en cuanto a la educación interprofesional en salud, observada en los tres factores evaluados. Se obtuvieron respuestas positivas, con énfasis al ítem 3 (87,1%) del factor 1, y el ítem 29 (90,3%) del factor 3. Conclusión: se evaluó la disponibilidad para la educación interprofesional en salud como siendo satisfactoria.


Palavras-chave


Enfermagem; Educação em Enfermagem; Educação Interprofissional; Práticas Interdisciplinares; Estudantes de enfermagem.

Texto completo:

PDF(POR) PDF(ENG) (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2021.61691

Direitos autorais 2021 Gabriela Lopes de França, Fernanda Letícia Frates Cauduro, Carla Targino Bruno dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.