Educação em saúde na estratégia saúde da família: percepção de enfermeiros e enfermeiras [Health education in the Family health strategy: nurses’ perception] [Educación en salud en la estrategia de Salud de la Familia: percepción de enfermeros y enfermeras]

Jéssica Fernanda Marcelina Fernandes Ferreira, Carolina Feliciana Bracarense, Verônica Borges Kappel, Bibiane Dias Miranda Parreira, Leiner Resende Rodrigues, Bethania Ferreira Goulart

Resumo


Objetivo: analisar a prática de educação em saúde, desenvolvida na Estratégia Saúde da Família da zona urbana, na perspectiva dos enfermeiros e enfermeiras. Método: abordagem qualitativa, desenvolvida em 2019, junto aos enfermeiros e enfermeiras das equipes de saúde da família de um município do interior de Minas Gerais. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas. Os dados foram analisados seguiu-se a análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: emergiram quatro categorias: Significados da educação em saúde para enfermeiros e enfermeiras da ESF; Elementos do processo de trabalho na educação em saúde; Os usuários frente à educação em saúde e sua interação com os profissionais; Possibilidades para a realização da educação em saúde. Conclusão: as ações de educação em saúde devem ser percebidas como ações realizadas junto ao usuário, de forma compartilhada e cotidiana, garantidas e valorizadas pela gestão, uma vez que fazem parte das Políticas Públicas, e em qualquer momento do processo assistencial por qualquer profissional.

ABSTRACT

Objective: to analyze the practice of health education, developed in the Family Health Strategy of the urban area, from the perspective of nurses. Method: qualitative approach, developed in 2019, together with nurses from Family Health teams in a city at the interior of Minas Gerais. The data were collected through semi-structured interviews. The data were analyzed followed by content analysis, thematic modality. Results: Four categories emerged: Meanings of health education fos FHS nurses; Elements of the work process in health education; Users facing health education and their interaction with professionals; Possobilities for carrying out health education. Conclusion: health education actions should be perceived as actions carried out with the user, in a shared and daily way, guaranteed and valued by management, since they are part of Public Policies, and at any time in the care process by any professional.

RESUMEN

Objetivo: analizar la práctica de la educación en salud, desarrollada en la Estrategia Salud de la Familia del área urbana, desde la perspectiva de enfermeros. Método: abordaje cualitativo, desarrollado em 2019, junto a enfermeros de equipos de salud familiar de una ciudad del interior de Minas Gerais. La recolección de datos se realizó mediante de entrevistas semiestructuradas. Los datos fueron analizados seguido de análisis de contenido, modalidad temática. Resultados:  surgieron cuatro categorías: significados de la educación en salud para enfermeros de la ESF; Elementos del proceso de trabajo en educación en salud; los usuarios ante la educación en salud y su interacción con los profesionales; posibilidades de realizar educación en salud. Conclusión: las acciones de educación en salud deben ser vistas como acciones realizadas junto al usuario, de manera compartida y diaria, garantizadas y valoradas por la gestión, ya que son parte de las Políticas Públicas, y, en cualquier momento del proceso de atención, por parte de cualquier profesional.


Palavras-chave


educação em saúde; enfermagem; promoção da saúde; saúde pública

Texto completo:

PDF(POR) PDF(ENG) (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2021.59640

Direitos autorais 2021 Jéssica Fernanda Marcelina Fernandes Ferreira, Carolina Feliciana Bracarense, Verônica Borges Kappel, Bibiane Dias Miranda Parreira, Leiner Resende Rodrigues, Bethania Ferreira Goulart

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.