Práticas populares em saúde: autocuidado com feridas de usuários de plantas medicinais [Popular practices in health: self-care to wounds of users of medicinal plants]

Rudval Souza da Silva, Laíse Souza Lima Matos, Ednaldo Ednaldo Cavalcante de Araújo, Gilvânia Patrícia do Nascimento Paixão, Laura Emmanuela Lima Costa, Álvaro Pereira

Resumo


Com o objetivo de conhecer as práticas populares de cuidado com feridas contraídas por usuários de uma unidade de saúde da família, realizou-se uma pesquisa descritiva e prospectiva, numa unidade de saúde da família do município de Senhor do Bonfim, Bahia, Nordeste do Brasil, com nove clientes cadastrados. Os dados foram coletados entre os meses de junho e agosto de 2012, a partir de entrevistas e foram tratados pela técnica de análise de conteúdo de Bardin. Da análise, emergiram duas categorias: Uso das práticas populares no cuidado com feridas e Cuidando das feridas: um aprendizado empírico e geracional. Concluiu-se que tais práticas se originaram de aprendizados transmitidos ao longo das gerações e do convívio social, tendo a figura da mulher como principal promotora, e essas práticas ocorrem principalmente com o uso de plantas medicinais, revelando o seu peso cultural na comunidade.

 

ABSTRACT

This prospective and descriptive research aimed at assessing popular practice of wound care adopted by members of a family attending a Family Health Unit in the municipality of Senhor do Bonfim, Bahia, Northeast Brazil, with nine users registered. Data was collected from interviews held from June to August, 2012 and were analyzed on the basis of Bardin’s content analysis. Two categories emerged: [1] using popular practices in wound care; and [2] wound care: an empirical and generational learning. Conclusions show that those practices were traditionally passed on across generations and social life dynamics with the female figure at the center of that transmission chain. Practices rely strongly on medicinal plants, with a stronghold in the community.

 

RESUMEN

Con el fin de cumplir con la práctica popular de cuidado de las heridas, fue realizado un estudio descriptivo y prospectivo, en una unidad de salud de la familia del municipio de Senhor do Bonfim, Bahía, Nordeste brasileño, con nueve clientes. Los datos recogidos entre junio y agosto de 2012, a partir de las entrevistas, y se trataron mediante análisis de contenido de Bardin. Del análisis, emergieron dos categorías: Usando las prácticas populares de cuidado de las heridas y el cuidado de las heridas: un aprendizaje empírico y generacional. Se concluyó que esas prácticas se originaron de aprendi­zajes transmitidos a través de generaciones y de la vida social, teniendo la figura de la mujer como la principal promotora y esas prácticas se producen principalmente con el uso de plantas medicinales, que revela su peso cultural en la comunidad.


Palavras-chave


Cuidados de enfermagem; técnicas de fechamento de ferimentos; terapias complementares; atenção primária em saúde [Nursing care; wound closure techniques; complementary therapies; primary health care]

Texto completo:

PDF (POR) HTML(ENG)