Oferta do teste sorológico para hepatite B durante o pré-natal: a vivência das puérperas [Serological test for Hepatitis B offered during antenatal care: the women’s experience]

Cristiane Ferraz da Silva, Carla Luzia França Araújo, Marcela Matvijc de Araújo

Resumo


Com a finalidade de reduzir os níveis de infecção pela transmissão vertical da hepatite B, é necessário acompanhamento mais eficaz durante pré-natal. Objetivos: identificar como ocorreu a oferta da realização do teste sorológico para a hepatite B durante o pré-natal; verificar o conhecimento das puérperas sobre o teste; analisar os fatores envolvidos na oferta da realização do teste. A pesquisa é qualitativa, utilizou-se discurso do sujeito coletivo. Foi realizada no alojamento conjunto em uma maternidade escola no Rio de Janeiro. Foram entrevistadas 41 puérperas de janeiro a março de 2011. Quando questionadas sobre oferta do teste, maioria respondeu que foi solicitado junto com os exames de rotina do pré-natal, o profissional de saúde apenas leu o resultado. Mesmo havendo recomendação do Ministério da Saúde para oferta e realização do teste sorológico para hepatite B há um déficit na forma como é abordado o tema com a mulher.

 

ABSTRACT

In order to reduce B Hepatitis vertical transmission, more effective antenatal care is necessary. Objectives: toidentify how, from the women’s standpoint, the serologic test for Hepatitis B was offered during antenatal care. This quantiqualitativestudy using collective subject discourse was conducted at the rooming-in ward of a maternity hospital school in Riode Janeiro, Brazil. Between January and March 2011, 41 puerperal women were interviewed. When asked how the test wasoffered, most answered that it was requested together with the other routine antenatal tests; health professionals merely readthe result. Despite the Ministry of Health recommendation that Hepatitis B testing be offered and performed, therre shortfallin the way the subject is addressd treated with women about to give birth.

 

RESUMEN

Con el fin de reducir los niveles de infección por la transmisión vertical de la Hepatitis B, es necesario acompañamientomás eficaz durante el prenatal. Se procuró identificar como se produjo la oferta de la prueba serológica para Hepatitis Bdurante el prenatal, según las puérperas. La investigación es cuantitativa y se empleó discurso del sujeto colectivo. Se realizóen el alojamiento conjunto en una maternidad escuela en Río de Janeiro. Se entrevistaron 41 puérperas entre enero y marzo de2011. Cuando interrogadas sobre la oferta de la prueba, la mayoría respondió que fue solicitado junto a las pruebas de rutinadel prenatal, el profesional sanitario apenas leyó el resultado. Incluso habiendo recomendación del Ministerio de Sanidad paraoferta y realización de la prueba serológica para Hepatitis B, hay un déficit en la forma de abordaje del tema con la mujer.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2015.4935


Palavras-chave


Transmissão vertical; hepatite B; pré-natal; enfermagem [Vertical transmission; Hepatitis B; prenatal; nursing] [Transmisión vertical; Hepatitis B; prenatal; enfermería]

Texto completo:

PDF(por) HTML(ENG)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2015.4935

Direitos autorais 2015 Cristiane Ferraz da Silva, Carla Luzia França Araújo, Marcela Matvijc de Araújo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.