A procura de pontos de mutação na enfermagem: eles existem? [Looking for turning points in nursing: do they exist?]

Vanúzia Sari, Silviamar Camponogara

Resumo


Nos últimos anos, é diária a veiculação de informações acerca de catástrofes ambientais e seus impactos ecológicos e sociais, o que torna relevante pesquisar a interface saúde e meio ambiente. O objetivo deste estudo foi discutir o estado da arte construído pela enfermagem na temática ambiental, na base de dados Medline, no período de 1997 a 2010. Trata-se de uma revisão sistemática qualitativa, processada em junho de 2010, e que resgatou 35 referências, sendo 16 delas analisadas. Construíram-se como categorias de análise: Riscos ambientais; Concepção de meio ambiente e ações de enfermagem; Meio ambiente como ambiente de trabalho da enfermagem; Interação indivíduo-meio ambiente e sua influência no processo saúde/doença; e A formação em enfermagem e sua relação com a questão ambiental. Concluiu-se que a produção na área é limitada, pontual, vinculada a entrevistas e reflexões, as quais funcionam como pontos de mutação; resta saber quantos são os sensibilizados.

ABSTRACT: Given the information about environmental disasters and their ecological and social impacts broadcast daily in recent years, it is important to research at the health-environment interface. This study aimed to discuss the state-of-the-art knowledge constructed by nursing on environmental issues in the Medline database from 1997 to 2010. This qualitative, systematic review, performed in June 2010, found 35 references, 16 of which were examined. The analytical categories constructed were: Environmental hazards; The conception of environment and nursing actions; Environment as nurses’ working environment; Interaction between individual and environment and its influence on health-disease processes; and Nursing training and its Relation to environmental issues. It was concluded that production in the field is limited, occasional, and connected with interviews and critical thinking, which function as “turning points”. It remains to know how many people are aware of them.

RESUMEN: Actualmente, es diaria la vinculación de informaciones acerca de catástrofes ambientales y sus impactos ecológicos y sociales, lo que torna relevante investigar la interface salud y medioambiente. Esa exploración bibliográfica pretende discutir el estado de la arte construido por la enfermería en la temática ambiental, en la base de datos Medline, en periodo de 1997 a 2010. Es una revisión sistemática cualitativa, procesada en junio de 2010, que rescató 35 referencias, siendo 16 de ellas analizadas. Las categorías de análisis: Riesgos ambientales; Concepción de medio ambiente y acciones de enfermería; Medio ambiente como ambiente de trabajo de enfermería; Interacción individuo-medio ambiente y su influencia en el proceso salud enfermedad; y La formación en enfermería y su relación con la cuestión ambiental. Se concluyó que la producción en esta área es limitada, puntual, vinculada a entrevistas y reflexiones, las cuales funcionan como puntos de mutación; falta saber cuantos son los sensibilizados.

 


Palavras-chave


Meio ambiente; enfermagem; saúde e meio ambiente; doenças relacionadas com o meio ambiente. Keywords: Environment; nursing; environmental health; environmental illness.

Texto completo:

PDF(POR) HTML(ENG)


Direitos autorais 2014 Vanúzia Sari, Silviamar Camponogara

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.