DOCENTES DA EJA NO CONTEXTO DE VINTE ANOS DAS DIRETRIZES CURRICULARES

Maria Margarida Machado, Claudia Borges Costa

Resumo


O artigo apresenta parte de reflexões de pesquisa abrangente, que analisa as políticas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil, na intersecção entre o nacional e o local. O foco é a realidade dos docentes que atuam na EJA, capturada por meio de pesquisa documental, tomando como referência:a Constituição Federal de 1988; a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional/1996; o parecer e a diretriz do Conselho Nacional de Educação para EJA, de 2000; o Plano Nacional de Educação 2014-2024; as demandas das conferências internacionais, em especial da VI Confintea. Analisou-se o perfil dos docentes nosrelatóriosdo Inep, quanto ao vínculo empregatício e à adequação da formação docente, com recorte na Região Centro-Oeste. Constatou-se oaumento de docentes com nível superior,persistindo profissionais atuando fora da área de formação e outrosapenas formados em nível médio. Não há garantias de vínculo estável para os docentes da EJA, o que reforça a defesa de retomada das diretrizes curriculares de 2000.


Palavras-chave


Educação de jovens e adultos; formação docente; vínculo empregatício; diretrizes curriculares.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2021.58144


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: