O USO DO QRCODE COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE BOTÂNICA EM ESPAÇO NÃO FORMAL DE EDUCAÇÃO

Ailton Jesus Dinardi, Márcio Jonas Dornelles Oliveira, Carla Cristina Borges Medina, Luis Roberval Bortoluzzi Castro

Resumo


Em pleno século XXI ainda nos deparamos com métodos de ensino centralizado somente no saber do professor e na condição de alunos passivos em uma educação dita como bancário. Como forma de superação e ressignificação do ensino, o uso de tecnologias e de espaços urbanos ditos não formais podem ser condições necessárias de superação deste modelo tradicional. Com o objetivo de contribuir com o ensino e a aprendizagem de Botânica se implantou em 2017, uma trilha “ecológica” na Praça Dom Pedro II (Parcão), no município de Uruguaiana, tendo como ferramenta de apoio o uso de QRCode para apresentar as características morfológicas e fenotípicas as árvores demarcadas na trilha e com isso oferecer aos alunos da educação básica de Uruguaiana-RS uma nova possibilidade de ensino e aprendizagem de Botânica. Os resultados obtidos com as atividades demonstram que a praça ainda é pouco explorada como espaço social e educacional, que os alunos conhecem pouco da flora urbana e que a atividade com o uso do QRCode provocou interesse, porém o processo poderia ser melhor aproveitado se o sinal público de internet chegasse com maior intensidade ao local.

Palavras-chave


Tecnologias na educação, Educação Ambiental, Ensino de ciências

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2021.46188


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: