ANÁLISE DA PRODUÇÃO DE FRASES NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO

Cláudia Rodrigues Arcenio

Resumo


Este artigo visa relatar uma experiência que buscou analisar as tradicionais propostas de produção de frases no ciclo de alfabetização, procurando gerir alternativas à luz de duas vertentes para a prática educativa. Uma das vertentes refere-se à gramática internalizada que cada falante possui de sua língua materna e a outra se relaciona com a proposta do letramento de forma a facilitar aprendizagens quanto à apropriação da leitura e da escrita. A partir das discussões sobre a prática pedagógica ambientadas no contexto do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) em meio às formações presenciais realizadas no município de Nova Iguaçu, Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, buscamos analisar e gerir alternativas quanto às propostas de atividades de construção de frases durante o ciclo de alfabetização. Para tanto, analisamos as atividades realizadas por alunos de quatro escolas do município evidenciando as incoerências teórico-metodológicas presentes tanto na proposição das atividades quanto na avaliação das frases produzidas pelos educandos.


Palavras-chave


Alfabetização, Letramento, Língua Materna, Ensino

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2020.45091


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: