COMPORTAMENTOS DE RISCO SANITÁRIO DE USUÁRIOS DE UM RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO NA CIDADE DE NITERÓI, RJ, BRASIL

Jessica Lourenço Gama, Maria das Graças Gomes de Azevedo Medeiros, Raíza Soares Oliveira Chagas

Resumo


A preocupação com a qualidade higiênico-sanitária das refeições oferecidas é constante em qualquer serviço de alimentação. Neste estudo, objetivou-se avaliar os comportamentos de risco sanitário dos usuários de restaurantes universitários no momento do autosserviço. A metodologia utilizada foi o estudo de caso, com aplicação de duas listas de verificação, durante o almoço, no período de agosto a outubro de 2018. A amostra totalizou 336 usuários, entre alunos e servidores, que se alimentavam em dois restaurantes de uma universidade pública, localizada na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. As falhas mais comuns observadas foram: não higienizar as mãos antes do autosserviço (63,0%); conversa difusa durante o processo (54,8%); utilizar os utensílios de servir para arrumar os alimentos no próprio prato (41,9%); e coçar ou tocar parte do corpo durante o autosserviço (25,9%). Esses resultados indicaram comportamentos de risco por parte dos usuários. Concluiu-se que é necessário que sejam estabelecidas estratégias educativas, a fim de mitigar os perigos de uma possível contaminação por agentes patogênicos.

DOI: 10.12957/demetra.2019.38278


Palavras-chave


Higiene das Mãos. Comportamento de Risco. Contaminação de Alimentos. Serviços de Alimentação.

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.38278