CONDIÇÕES HIGIÊNICOSSANITÁRIAS EM QUIOSQUES DE PRAIA EM VILA VELHA-ES

Ana Sarah Brito Portugal, Juliana Manhães Manhães Iulianello, Maria Cristina Almeida Batista Goltara, Láiza Sulti Medeiros, Jackline Freitas Brilhante de São José, Erika Madeira Moreira da Silva

Resumo


Objetivou-se avaliar as condições higiênicossanitárias em dez quiosques localizados em Vila Velha-ES. Os dados foram coletados por meio de observação direta com o preenchimento de lista de verificação baseada na Resolução RDC n°216/2004. Essa lista foi elaborada considerando-se 11 blocos a serem avaliados onde, ao final, os estabelecimentos foram classificados no Grupo 3, de acordo com o percentual de atendimento aos itens constantes na lista de verificação (0 a 50%). Destaca-se a inexistência de fechamento automático nas portas e de tela milimétrica nas janelas. O espaço físico dos quiosques é padronizado, porém não possibilita fluxo ordenado e sem cruzamento. Os equipamentos, móveis e utensílios eram mantidos em condições higiênicossanitárias inapropriadas em todos os quiosques. Nenhum estabelecimento possuía local próprio para guarda de produtos saneantes, sendo estes mantidos próximos aos alimentos. Quanto ao controle integrado de pragas e vetores foi observado atendimento acima da média (66,66%) dos itens avaliados. Em relação às práticas de manipulação, observou-se que nenhum estabelecimento possuía sabonete antisséptico nem instruções para lavagem correta das mãos. Foram observadas inadequações em todos os itens referentes a matéria-prima, armazenamento, bem como a documentação e responsabilidade. As condições higiênicossanitárias dos quiosques são insatisfatórias, sendo necessárias mudanças comportamentais e estruturais.

DOI: 10.12957/demetra.2015.16723

 


Palavras-chave


Qualidade; Segurança dos alimentos; serviços de alimentação.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.16723