HÁBITOS ALIMENTARES E SOCIABILIDADE NO HORÁRIO DE ALMOÇO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

Niara Ulhoa, Ana Elisa Rinaldi, Monica Chaves Abdala

Resumo


O ato de se alimentar, além de satisfazer as necessidades fisiológicas, envolve sentimentos, emoções, memórias, desejos que influenciam nas escolhas alimentares, podendo também identificar grupos e locais geográficos. O objetivo deste trabalho foi identificar os hábitos e escolhas alimentares de universitários no horário do almoço e o modo como se comportam frente a elas. Foi utilizada metodologia qualitativa, por meio de entrevistas aplicadas com participação de estudantes voluntários no campus Umuarama da Universidade Federal de Uberlândia-MG. Os pontos abordados no estudo foram o número diário de refeições, a substituição de refeições completas por refeições rápidas (lanches), as preferências alimentares e a relação entre as escolhas alimentares e a companhia durante as refeições. Concluímos que não há a referida substituição no horário do almoço e que as companhias, o ambiente, a duração e as escolhas alimentares são fatores que interferem no valor nutricional da alimentação dos entrevistados, sinalizando a importância de aspectos culturais e sociais do comer.

 

DOI: 10.12957/demetra.2015.16044

 

 


Palavras-chave


Almoço, comportamento alimentar, sociabilidade

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.16044

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.