CAPITÃES DA AREIA EM DIÁLOGO DE LINGUAGENS

Maria Auxiliadora Fontana Baseio, Maria Zilda da Cunha

Resumo


No contexto literário neorrealista de 1937, Jorge Amado recria, em Capitães da Areia, a experiência de jovens marginalizados. Em 2011, Cecília Amado, sua neta, relê cinematograficamente essa história. Este artigo discute o diálogo entre literatura e cinema investigando a relação das artes em seus diferentes contextos de produção.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2015.14290

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | E-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.