Representações sociais da autoproteção profissional e pessoal para enfermeiros no contexto da Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/reuerj.2024.74342

Palavras-chave:

Covid-19, Enfermeiras e Enfermeiros, Representação Social, Proteção Pessoal

Resumo

Objetivo: analisar as representações sociais da autoproteção profissional e pessoal dos enfermeiros no contexto da Covid-19. Método: estudo descritivo, com abordagem qualitativa, pautado na Teoria das Representações Sociais, abordagem processual. Participaram 30 enfermeiros que realizaram cuidados de enfermagem a pacientes com Covid-19, no Estado do Rio de Janeiro. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista semiestruturada entre abril e maio 2021, realizada em plataforma online. O tratamento dos dados foi realizado com a técnica de análise de conteúdo temático-categorial. Resultado: a análise resultou em quatro categorias: Representações sociais e práticas relativas a Covid-19; Representações sociais da autoproteção; Desafios no enfrentamento da Covid-19: autoproteção pessoal e profissional; e Estrutura e fluxo de atendimento e sua relação com a autoproteção profissional. Considerações finais: houve engajamento dos profissionais no uso dos EPI na pandemia, o que aponta uma preocupação quanto à autoproteção na prestação de cuidados à pacientes com a Covid-19.

Biografia do Autor

Patrícia Marcela Constant Cercilier, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira, especialista em Clínica Médica e Cirúrgica e em Terapia Intensiva. Mestranda em Enfermagem pelo programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Denize Cristina de Oliveira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira. Doutora em Saúde Pública. Pós-doutorado em Psicologia Social. Professora Adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Renata Lacerda Marques Stefaisk, Universidade do Estado do Rio de Janeiro-UERJ

Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Juliana Pereira Domingues, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Yndira Yta Machado, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira.Pós-Doutoranda em Enfermagem pelo Programa de Pós graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Referências

Barreto ML, Barros AJD, Carvalho MS, Codeço CT, Hallal PRC, Medronho RA, et al. What is urgente and necessary to inform policies to deal with the Covid-19 pandemic in Brazil? Rev. Bras. Epidemiol. 2020 [cited 2022 Nov 18]; 23:E200032. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-549720200032.

Senhoras EM. Novo Coronavírus e seus impactos econômicos no mundo. BOCA. 2020 [cited 2022 Nov 14]; 1(2):39-42. DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.3761708.

Quadros A, Fernandes MTC, Araújo BR, Caregnato RCA. Desafios da enfermagem brasileira no combate da Covid-19. Rev. Enferm. Foco. 2020 [cited 2022 Nov 15]; 11(1):78-83. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/3748/807.

Organização Pan-americana de Saúde. Atualização epidemiológica: Covid-19 doença causada pelo novo coronavírus. Washigton (DC): OPS, 2020. [cited 2022 Set 10]. Available from: https://www.paho.org/pt/documentos/atualizacao-epidemiologica-covid-19-doenca-causada-pelo-novo-coronavirus-18-setembro.

Nações Unias Brasil. Até 180 mil profissionais de saúde morreram de Covid-19, informa OMS. Brasília (DF), 2021 [cited 2022 Jan 14]. Available from: https://brasil.un.org/pt-br/152760-ate-180-mil-profissionais-de-saude-morreram-de-covid-19-informa-oms#:~:text=A%20Organiza%C3%A7%C3%A3o%20Mundial%20da%20Sa%C3%BAde,%2C%20estresse%2C%20ansiedade%20e%20fadiga.

Ministério da Saúde (Br). Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico Especial. Doença pelo Novo Coronavírus-Covid-19. Brasília (DF), 2022. [cited 2023 Jan 6]. Available from: https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/boletins/boletins-epidemiologicos/covid-19/2022.

Sá C. As representações sociais na história recente e na atualidade da psicologia social. In: Jacó-Vilela A.M. Ferreira AAL. Portugal FT. (Orgs.). História da psicologia: rumos e percursos. Rio de Janeiro: Nau; 2007. p. 587-606.

Félix LB, Andrade DA, Ribeiro FS, Correia CCG, Santos MFS. O conceito de sistemas de Representações Sociais na produção nacional e internacional: uma pesquisa bibliográfica. Psicologia e Saber Social. 2016 [cited 2023 Dez 10]; 5(2):198-2017. DOI: https://doi.org/10.12957/psi.saber.soc.2016.20417.

Jodelet D, Camargo B. Imagens e representações sociais. In: Sáez FA. (Org). Investigación sensible. Metodologías para el estudio de imaginarios y representaciones Sociales. Bogotá: Universidad Santo Tomás; 2022. p. 403-421.

Pessoa ZSS, Crusoé NMC, N. A técnica de análise de conteúdo na pesquisa qualitativa: práticas de formação continuada para as coordenadoras pedagógicas do município de Cordeiros – Bahia. Rev. Momento - Diálogos Em Educação. 2022 [cited 2023 Dez 10]; 31(03):161–78. DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v31i03.14305.

Bockorni BRS, Gomes AF. A amostragem em snowball (bola de neve) em uma pesquisa qualitativa no campo da administração. Rev. Ciências Empresariais da UNIPAR. 2021 [cited 2023 Dez 10]; 22(1):105-17. DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v22i1.8346.

Oliveira DC. Análise de conteúdo temático-categorial: uma proposta de sistematização. Rev. Enferm. UERJ. 2008 [cited 2021 Nov 12]; 16(4):569-76. Available from: http://files.bvs.br/upload/S/0104-3552/2008/v16n4/a569-576.pdf.

Coelho MMF, Cavalcante VMV, Cabral RL, Oliveira RM, Araújo MAM, Gomes AMT. Structural analysis of the social representations on covid-19 among assistance nurses. Texto contexto Enferm. 2021 [cited 2023 Jan 10]; 30:e20200358. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2020-0358.

Lima BS, Barros RF, Gomes ALB, Pezzi Junior SA, Rodrigues ABM, Leite ACS. Nursing care in the face of the Covid-19 pandemic at the hospital level. Braz. J. Hea. Rev. 2021 [cited 2022 Oct 14]; 4(6):26339-52. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n6-216.

Formozo GA, Oliveira DC. Professional self-protection and nursing care for HIV patients: both party representation. Acta Paul Enferm. 2009 [cited Feb 11]; 22(4):392-8. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-21002009000400007.

Bathke J, Cunino PA, Maziero ECS, Cauduro FLF, Sarquis LMMS, Cruz EDA. Infraestucture and Adherence to hand hygiene: challengs to patient safety. Rev. Gaúcha Enferm. 2013 [cited 2023 Jan 7]; 34(2):78-84. DOI: https://doi.org/10.1590/S1983-14472013000200010.

Fraga FA, Veras MASM, Tambucci YB, Bassicheto KC, Vaccarezza GF, Barros DD, et al. Personal and professional changes from the Covid-19 pandemic: social inequalities experienced by health professionals in São Paulo, Brazil. Rev. Ger. Pol. Sal. 2022 [cited 2022 Dec 15]; 21:1-18, 2022. DOI: https://doi.org/10.11144/Javeriana.rgps21.mppp.

Almeida RMF, Antunes LMS, Barros FM, Silva RC. Covid-19: a new phenomenon of social representations for nursing teams in intensive care. Esc. Anna. Nery. 2021 [cited 2022 Nov 8]; 25(spe):e2020118. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2020-0118.

Nóbrega MPSS, Marcheti CS, Oliveira E, Moreira WC, Mendes DT, Zerbetto SR. Fear-Generating Circunstances in Brazilian Nursing Professionals in the Contexto f the Covid-19 Pandemic. NTQR. 2022 [cited 2023 Jan 14]; 13:1-10. DOI: https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e667.

Santos JLG, Menegon FHA, Andrade GB, Freitas EO, Camponogara S, Balsanelli AP, et al. Changes implemented in the work environment of nurses in the Covid-19 pandemic. Rev. Bras. Enferm. 2022 [cited 2023 Jan 7];75(1):e20201381. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1381.

Publicado

29.05.2024

Como Citar

Cercilier, P. M. C., Oliveira, D. C. de, Stefaisk, R. L. M., Domingues, J. P., & Machado, Y. Y. (2024). Representações sociais da autoproteção profissional e pessoal para enfermeiros no contexto da Covid-19. Revista Enfermagem UERJ, 32(1). https://doi.org/10.12957/reuerj.2024.74342

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa