GRAMÁTICA NA SALA DE AULA: PERCEPÇÃO DOCENTE E PERSPECTIVAS PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA

Conteúdo do artigo principal

Edvaldo Balduino Bispo
Fernando da Silva Cordeiro
David William Silva dos Santos

Resumo

Contemplamos, neste artigo, a percepção de professores de língua portuguesa quanto à abordagem de tópicos gramaticais no livro didático (LD) e em sua prática pedagógica. Objetivamos analisar essa percepção e discutir perspectivas para a prática docente assentada em premissas funcionalistas associadas às orientações curriculares oficiais. Fundamentamo-nos na vertente norte-americana da Linguística Funcional (GIVÓN, 1995; FURTADO DA CUNHA; BISPO, 2013) e em sua interface com as diretrizes oficiais para o ensino de língua portuguesa no Brasil (BISPO; CORDEIRO; LUCENA, 2022). Desenvolvemos uma pesquisa quali-quantitativa e descritivo-interpretativista. Os resultados mostram, por um lado, que a maioria dos professores avalia positivamente o modo como o LD explora o conteúdo gramatical, mas vê como tradicional sua prática profissional; por outro lado, esses professores entendem a necessidade de mudanças tanto em sua atuação docente quanto no LD. Em termos da proposta funcionalista, demonstramos que o ensino de qualquer categoria gramatical deve tomar por referência o texto, considerá-lo como peça de interação e, nesse sentido, explorar todos os fatores que contingenciam sua produção e recepção. Além disso, devem ser examinadas, primeiramente, as propriedades funcionais da categoria focalizada e, em seguida, suas formas de manifestação linguística. Tais propriedades devem ser relacionadas ao conteúdo do texto, à construção de sentidos e ao(s) propósito(s) comunicativo(s) envolvido(s). A ideia é, portanto, estudar o fenômeno linguístico em seu funcionamento em texto(s) autêntico(s).

Detalhes do artigo

Como Citar
Balduino Bispo, E., Cordeiro, F. da S., & Silva dos Santos, D. W. (2024). GRAMÁTICA NA SALA DE AULA: PERCEPÇÃO DOCENTE E PERSPECTIVAS PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA. Caderno Seminal, (48). https://doi.org/10.12957/seminal.2024.80016
Seção
Estudos Gramaticais e Ensino
Biografia do Autor

Edvaldo Balduino Bispo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Estudos da Linguagem pela UFRN. Pós-doutorado Sênior pela UFF, com apoio da FAPERJ. Professor Associado da UFRN e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPgEL), do qual foi coordenador nos biênios 2015-2017 e 2017-2019. Membro do GT Descrição do Português da ANPOLL, do qual foi coordenador no biênio 2016-2018. Editor-chefe da Revista do GELNE e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Líder do grupo Discurso & Gramática (D&G)/UFRN, seus temas de interesse voltam-se à morfossintaxe do português e ao ensino de língua portuguesa sob a perspectiva da Linguística Funcional de vertente norte-americana e da Linguística Funcional Centrada no Uso. É coorganizador de livros e autor de vários capítulos e artigos científicos relacionados a esses temas.

David William Silva dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduando em Letras - Língua Portuguesa/Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq.