Mitos, descobertas geocientíficas e os primórdios da história da Biogeografia

Francisco José de Figueiredo, Valéria Gallo da Silva, Bruno Araujo Absolon

Resumo


Uma vez que biogeografia é a ponte entre biologia e geologia, o espaço geográfico é o cenário no qual a dinâmica da biota atua na dimensão espacial da evolução. Consequentemente, muitos conceitos se sobrepõem nas ciências correlatas e grande parte deles deriva de mitos produzidos por culturas na aurora da humanidade. Por esta razão, descobertas da geografia e geologia estão associadas à história inicial da biogeografia. Infelizmente, rígidas barreiras interdisciplinares foram construídas, separando ciências afins. Embora aprisionadas no cul-de-sac da história, em conjunto e em uma perspectiva pluralista, essas ciências podem positivamente dizer algo sobre origens. Se mitos e lendas produziram cenários nos quais conceitos foram delineados, recuperar essa história nos permite entender as razões epistemológicas e os pontos de partida de modernas correntes de pensamento e metodologias da biogeografia analítica. Ainda, explorar conceitos-chave e identificar suas origens contribuem para o conteúdo dessas disciplinas, explicando o que foi anteriormente assumido como realidade objetiva sobre o espaço geográfico. O objetivo desse artigo é integrar a história inicial da biogeografia com as primeiras descobertas da geologia e geografia, destacando-se seletos eventos, mitos e antigos protagonistas, e discutindo influências e implicações. Concluímos que insights originais sobre espécies, fósseis, extinção, endemismo e transformismo já estavam presentes entre os antigos gregos e romanos, mas foram distorcidos para se ajustar às correntes obscuras de pensamento ao longo da história da cultura ocidental.


Palavras-chave


Biogeografia; história antiga; ensino; evolução; exploração geográfica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2022.63288

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: