Educação para superar os desafios impostos pelo envelhecimento aos idosos

Margarita Ana Rubin Unicovsky, Fernando Riegel, Vagner Ferreira do Nascimento

Resumo


O artigo discute a educação como meio para vencer os desafios impostos aos idosos pela idade e pela sociedade, propiciando-lhes o aprendizado de novos conhecimentos e oportunidades para buscar seu bem-estar físico, espiritual e emocional. O objetivo desta reflexão foi refletir acerca das contribuições da educação para a superação dos desafios impostos à população idosa. Trata-se de um ensaio crítico- reflexivo para o qual foi realizada busca na literatura de produções científicas que versavam acerca da temática. Os programas educacionais para idosos vêm propondo atender a essas necessidades, trabalhando com diversos procedimentos pedagógicos, a fim de despertar a consciência crítica para a busca do envelhecimento bem-sucedido. Por meio da educação continuada, esses programas têm possibilitado ao idoso, atualização, aquisição de conhecimentos e participação em atividades culturais, sociais, políticas e de lazer. Espera-se através da educação dos idosos contribuir com o empoderamento e mudanças nos hábitos de vida proporcionando autonomia e qualidade de vida. A valorização da pessoa idosa deve estar na agenda transversal em todos os espaços formativos da sociedade para desta forma avançarmos em direção à cultura do respeito e garantia de direitos no processo de envelhecimento saudável.


Palavras-chave


Educação; Idoso; Atenção integral ao idoso; Envelhecimento bem-sucedido.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, Ivan Eduardo de Abreu. Universidade da Terceira Idade: análise de um programa pioneiro. Passo Fundo (RS): Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano. 2011; 7(1):84-96. Disponível em: http://www.upf.br/seer/index.php/rbceh/article/view/420.

CACHIONI, Meire. Quem educa os idosos? Um estudo sobre professores de universidades da terceira idade. Campinas (SP): Alínea, 2018.

CACHIONI Meire; NERI, Anita Liberalesso. Educação e gerontologia: desafios e oportunidades. Passo Fundo (RS): Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano. 2006; 1(1): 99-115. Disponível em: http://www.upf.br/seer/index.php/rbceh/article/view/49.

CACHIONI, Meire. Gerontologia educacional/ educação gerontológica. In: Neri, AL.

(Org.). Palavras-chave em gerontologia, 92-94. (3a ed.) Campinas (SP): Alínea.2018.

CASARA, Miriam Bonho; CORTELLETTI, Ivonne Assunta; BOTH, Agostinho. (Orgs.). Educação e envelhecimento humano. Caxias do Sul (RS): EDUCS, 2016.

CORREA, Mariele Rodrigues; FRANÇA, Sônia Aparecida Moreira; HASHIMOTO, Francisco. Políticas públicas: a construção de imagens e sentidos para o envelhecimento humano. Porto Alegre (RS): Estudos interdisciplinares sobre o envelhecimento. 2010; 15(2): 219-238. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer/article/view/11446

DEBERT, GG. As representações sociais (estereótipos) do papel do idoso na sociedade atual. In: Anais do I Seminário Internacional Envelhecimento Populacional: uma agenda para o final do século, 2006; Brasília (DF): Ministério da Previdência e Assistência Social, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro (RJ): Paz e Terra, 1997.

KNOWLES, Malcoms. Adult. The neglected learner. New York: Pergamon Press. In: Neri AL, Freire SA. Campinas (SP): Papirus, 2019.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 2016.

PINHEIRO, Geisa Aparecida Dariva. Educação e envelhecimento: atividade intelectual na terceira idade. Dissertação de mestrado. Maringá (PR): Universidade Estadual de Maringá, 2009. Disponível em: http://www.ppe.uem.br/dissertacoes/2009_geisa_dariva.pdf

RIBEIRO, AEA. Educação: ampliando possibilidades de entendimento. Revista Saúde, Sexo e Educação, Rio de Janeiro. 2019; 5(10): 24-28.

TODARO, M.de Á. Educação Permanente. In: Neri, AL. (Org.). Palavras-chave em gerontologia, 63-67. (3a ed.). Campinas (SP): Alínea, 2018.

VERAS, Renato. A novidade da agenda social contemporânea: a inclusão do cidadão de mais idade. São Paulo (SP): A Terceira Idade. 2016; 14(28), 6-29.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2022.61732

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: