A Matemática nos cursos superiores em saúde: mapear e conhecer

Débora Danielle Alves Moraes Priebe, Karly Barbosa Alvarenga

Resumo


Este trabalho tem como objetivo principal compreender a Matemática ensinada nos cursos superiores da área de saúde por meio da produção acadêmica brasileira de teses e dissertações publicadas na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). O artigo é fruto de um recorte de uma tese de doutorado. Ele consiste em uma investigação teórica, possui uma abordagem qualitativa com respaldos numéricos e o tipo de estudo é exploratório e descritivo. Foram realizadas buscas na plataforma a partir de descritores e operadores para quantificar e comparar a produção científica da área e selecionou-se 13 trabalhos relacionados aos cursos de ensino superior em saúde, que foram analisados quanto aos seus objetivos, suas metodologias de pesquisa e seus resultados. Os trabalhos direcionados aos cursos da área de saúde correspondem a apenas 1,06% da produção dirigida exclusivamente ao Ensino Superior, abordando os cursos de Enfermagem, Medicina, Biomedicina, Ciências Biológicas, Nutrição e Zootecnia. A maior parte dos estudos (n = 9) apresenta propostas metodológicas de ensino e integração da Matemática com as demais disciplinas, enquanto os demais (n = 4) realizam análises curriculares. Os resultados dos trabalhos analisados, em geral, indicaram que a Matemática tem se apresentado fragmentada nos currículos estudados e propuseram estratégias metodológicas de contextualização dos conceitos ensinados com a prática profissional.


Palavras-chave


Educação Matemática; Ensino na Saúde; Ensino Superior; Levantamento Bibliográfico

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. Para uma conceptualização dos fenómenos de insucesso/sucesso escolares no ensino superior. In: TAVARES, J; SANTIAGO, R. (Ed.). Ensino Superior: (in)sucesso académico. Porto: Porto Editora, p. 13-23, 2000.

ALVARENGA, K. B.; MACHADO, S. D. A. Dilemas de um pesquisador em busca dos dados de sua pesquisa. UNIÓN – Revista Iberoamericana de Educación Matemática. n. 43, p. 30-48, dezembro, 2015.

ALVES, A. J. A "revisão da bibliografia" em teses e dissertações: meus tipos inesquecíveis. Cadernos de pesquisa, São Paulo, n. 81, p. 53-60, 1992.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Contexto, 2002, 389 p.

BATSCHELET, E. Introduction to mathematics for life scientists. Springer Science & Business Media, 2012.

BERTONE, A. M. A.; BASSANEZI, R. C.; JAFELICE, R. S. da M. Modelagem Matemática. Uberlância, MG: UFU, 2014, 187 p.

BIZELLI, M. H. S. S. A Matemática na formação do químico contemporâneo. 209 f. 2003. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2003.

BODINE, E. N.; LENHART, S.; GROSS, L. J. Mathematics for the life sciences. Princeton University Press, 2014.

COSTA, G. D. F. da. A metodologia de projetos como uma alternativa para ensinar estatística no ensino superior. 281 f. 2012. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/jspui/bitstream/REPOSIP/251346/1/Costa_GislaineDonizetiFagnanida_D.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.

COSTA, A. F. da. Matemática para enfermeiros: usando a investigação Matemática para uma abordagem em sala de aula. 107 f. 2016. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) - Centro Universitário Franciscano, Santa Maria, 2016. Disponível em: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/bitstream/UFN-BDTD/683/5/Dissertacao_AndersonFontanaDaCosta.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.

DINIZ, L. do N. O papel das tecnologias da informação e comunicação nos projetos de modelagem Matemática. 2007. 118 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2007. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91079/diniz_ln_me_rcla.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 13 de março de 2021.

DOMINGUES, N. S. O papel do vídeo nas aulas multimodais de Matemática aplicada: uma análise do ponto de vista dos alunos. 2014. 125 p. Dissertação - (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91019/000740384.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 13 de março de 2021.

GALVÃO, M. C. B. Levantamento bibliográfico e pesquisa científica. In: Fundamentos de Epidemiologia. Barueri: Manole, 2010.

GOÑI ZABALA, J. M. 32-2 Ideas Clave. El desarrollo de la competencia matematica. Barcelona: Editorial Graó, 2009. 236 p.

HERNÁNDES SAMPIERI, R.; FERNÁNDEZ COLLADO, C.; BAPTISTA LUCIO, M. del P. Metodologia de Pesquisa. Tradução de Daisy Vaz de Moraes. 5. Ed. Porto Alegre: Penso. 2013. 624 p.

HERMINIO, M. H. G. B. O processo de escolha dos temas dos projetos de modelagem Matemática. 2009. 139 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2009. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91074/herminio_mhgb_me_rcla.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 04 de março de 2021.

HOPPENSTEADT, F. C.; PESKIN, C. S. Mathematics in medicine and the life sciences. Springer Science & Business Media, 2013.

KILPATRICK, J. Ficando estacas: uma tentativa de demarcar a Educação Matemática como campo profissional científico. Zetetiké, Campinas, v 4, n. 5, p. 99-120, jan/jun. 1996.

LAUDARES, J. B. A Matemática e a estatística nos cursos de graduação da área tecnológica e gerencial – um estudo de caso dos cursos da PUC-MINAS. In: CURY, H. N. (Org.). Disciplinas Matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos e propostas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 293-349.

MALHEIROS, A. P. dos S. A produção Matemática dos alunos em um ambiente de modelagem. 2004. 180 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2004. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91000/malheiros_aps_me_rcla.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 13 de março de 2021.

MALTA, I. Linguagem, leitura e Matemática. In: CURY, H. N. (Org.). Disciplinas Matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos e propostas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004, p. 41-62.

MATTIAZZO-CARDIA, E. O ensino de Matemática nos cursos de Ciências Biológicas: uma proposta de conteúdos adequados. 2003. 257 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2003. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/90907/mattiazzocardia_e_me_bauru.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 27 de junho de 2020.

MENDES, R. de O. Sobre aprender e ensinar Matemática: internet, sala de aula e experiências outras. 2016. 115 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2016. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/150060/mendes_ro_dr_rcla.pdf?sequence=5&isAllowed=y. Acesso em: 13 de março de 2021.

MILES, M.; HUBERMAN, M.; SALDAÑA, J. Qualitative data analysis: a methods sourcebook. 3. Ed. California: SAGE Publications. 2014. 341 p.

MOREIRA, S. V. Análise documental como método e como técnica. In: DUARTE, J.; BARROS, A. (org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005. p. 269-279.

PEREIRA, L. B. C. Ensino de Matemática na área ciências agrárias: contribuições de um material didático contextualizado à luz da transposição didática. 2020. 120 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2020. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/22764/2/Anderson%20Anzai%20dos%20Santos.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.

PIMENTEL, Z. S. P. Sobre a importância da Matemática aplicada: análise de conteúdos programáticos nos planos de ensino dos cursos de Licenciatura em Ciências da Natureza, Biologia e Química. 74 f. 2015. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Disponível:

RABELLO, C. V. Uma investigação sobre o uso de ferramentas digitais do dia-a-dia para aprendizagem de Matemática. 2012. 95 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Matemática) - Instituto de Ciências Exatas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/1978/1/camilavieirarabello.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.

SANTOS, A. A. dos. A construção do letramento estatístico em estratégias com o uso de tecnologias digitais em aulas de Estatística de cursos de graduação. 2019. 134 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/22764/2/Anderson%20Anzai%20dos%20Santos.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.

SILVA JÚNIOR, G. B. da. O ensino de estatística na formação inicial do engenheiro de produção. 2014. 213 f. Tese (Doutorado) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2014.

WEYNE, G. R. de. Matemática para as Ciências da Saúde. 2. ed. São Paulo: Grupo Editorial Scortecci, 2009. 108 p.

WEYNE, G. R. de. Obstáculos epistemológicos para a inclusão de disciplinas Matemáticas nos currículos de Medicina. 2012. 210 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: https://tede.pucsp.br/bitstream/handle/10932/1/Gastao%20Rubio%20de%20Sa%20Weyne.pdf. Acesso em: 04 de março de 2021.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2022.59792

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: