Fatores de risco associados à insatisfação com a imagem corporal e a transtornos do comportamento alimentar

João Paulo Marques

Resumo


Na interface entre corpo e saúde, a imagem corporal expressa uma noção conceitual instrumental de grande valia para o trato profissional com os sujeitos, uma vez que compreende a formação multidimensional da percepção que eles possuem a respeito dos elementos constituintes de seus corpos. Assim, sujeitos insatisfeitos com a imagem corporal apresentam a necessidade de assistência de profissionais de saúde instrumentalizados para lidar com fatores associados a esse quadro. Dentre tais fatores, destacam-se comportamentos alimentares não-saudáveis, considerados fatores de risco para o desenvolvimento de transtornos relacionados. Desse modo, o objetivo deste ensaio é propor reflexões que tencionam relações entre processo de construção da imagem corporal, os comportamentos alimentares e a formação em saúde. Para isso, partiu-se de um levantamento de dados produzidos na última década a respeito dessas temáticas para uma análise de temas transversais que possibilitam a discussão em torno de fatores de risco associados a esse quadro. Portanto, o ensaio se propõe como um convite à reflexão e à instrumentalização acerca de como cada sujeito constitui sua imagem corporal, que relações ela estabelece com o comportamento alimentar e de que forma essas temáticas se apresentam no contexto formativo de profissionais de saúde. Com isso, almeja-se contribuir para uma compreensão basilar a respeito das questões que perpassam esses temas, de modo a conscientizar e subsidiar a ação desses profissionais frente a casos identificados, bem como incitar o aprofundamento na temática.


Palavras-chave


imagem corporal; comportamento alimentar; saúde; educação física

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, G. A. N.; LOUREIRO, S. R.; SANTOS; J. E. A imagem corporal de mulheres morbidamente obesas avaliada através do desenho da figura humana. Psicologia: reflexão e crítica, Rio Grande do Sul, v. 15, n. 2, p. 283-292, 2002.

ALVES, D. et al. Cultura e imagem corporal. Motricidade, v. 5, n. 1, p. 1-20, 2009. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2009000100002. Acesso em: 25 jan. 2021.

ANDRELLA, J. L.; SOUZA, S. N. E. R. Y. Treinamento resistido para populações especiais: relação entre benefício e agravo patológico. Revista FUNEC científica multidisciplinar, v. 1, n. 2, 2012. Disponível em: https://seer.unifunec.edu.br/index.php/rfc/article/view/50. Acesso em: 25 jan. 2021.

AERTS, D.; MADEIRA, R. R.; ZART, V. B. Imagem corporal de adolescentes escolares em Gravataí-RS. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 19, n. 3, p. 283-291, 2010. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?pid=S1679-49742010000300010&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

ANZAI, K. O corpo enquanto objeto de consumo. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, Campinas, v. 21, n. 2-3, p. 71-76, 2000. Disponível em: http://www.rbce.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/786. Acesso em 25 jan. 2021.

APPOLINARIO, J. C.; CLAUDINO, A. M. Transtornos alimentares. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 28-31, 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462000000600008&lng=en&nrm=iso. Acesso 25 jan. 2021.

ALVES, J. F.. Riscos e benefícios do treinamento resistido para adolescentes. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício, v. 10, n. 1, p. 46-52, 2011. Disponível em: http://portalatlanticaeditora.com.br/index.php/revistafisiologia/article/view/3422. Acesso em: 25 jan. 2021.

ANDRADE, L. M. M. et al. Estado nutricional, consumo de alimentos ultraprocessados e imagem corporal de adolescentes de uma escola privada do município de Juiz de Fora–MG. Hu Revista, v. 45, n. 1, p. 40-46, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/25937. Acesso em: 25 jan. 2021.

AZEVEDO, F. Antinoüs: estudo de cultura athletica. 1920.

BATISTA, A. et al. Dimensão atitudinal da imagem corporal e comportamento alimentar em graduandos de educação física, nutrição e estética da cidade de Juiz de Fora-MG. Revista da Educação Física/UEM, v. 26, n. 1, p. 69-77, 2015.

BOCK, A. M. B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. D. L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. 3. ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2001.

BOSI, M. L. M. et al. Comportamento alimentar e imagem corporal entre estudantes de educação física. Jornal brasileiro de psiquiatria, v. 57, n. 1, p. 28-33, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0047-20852008000100006&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

CAYRES, S. U. et al. Efeito de dois modelos de treinamento físico na composição corporal, variáveis metabólicas e hepáticas de jovens obesos. Journal of Physical Education, v. 25, n. 2, p. 285-295, 2014. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/22397. Acesso em: 25 jan. 2021.

CORSEUIL, M. W. et al. Prevalência de insatisfação com a imagem corporal e sua associação com a inadequação nutricional em adolescentes. Journal of Physical Education, v. 20, n. 1, p. 25-31, 2009. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3496. Acesso em: 25 jan. 2021.

COSTA, L. C. F.; VASCONCELOS, F. A. G. Influência de fatores socioeconômicos, comportamentais e nutricionais na insatisfação com a imagem corporal de universitárias em Florianópolis, SC. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 13, p. 665-676, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2010000400011&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

COFFEY, J. Aestheticized bodies. In: SILK, M.; ANDREWS, D. L.; THORPE, H. (Orgs.). Routledge handbook of Physical Cultural Studies. London and New York: Routledge International Handbooks, p. 218-227, 2017.

DANTAS, E. A produção biopolítica do corpo saudável: mídia e subjetividade na cultura do excesso e da moderação. 2007. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. 2007. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/14546. Acesso em: 25 jan. 2021.

ERICKSON, S. J.; GERSTLE, M. Investigation of ethnic differences in body image between Hispanic/biethnic-Hispanic and non-Hispanic White preadolescent girls. Body image, v. 4, n. 1, p. 69-78, 2007.

FIATES, G. M. R.; SALLES, R. K. Fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares: um estudo em universitárias. Revista de Nutrição, São Paulo, v. 14, p. 3-6, 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-52732001000400001&script=sci_arttext. Acesso em 25 jan. 2021.

FORTES, L. S.; ALMEIDA, S. S.; FERREIRA, M. E. C. Processo maturacional, insatisfação corporal e comportamento alimentar inadequado em jovens atletas. Revista de Nutrição, Campinas, v. 25, n. 5, p. 576-586, 2012.

FRANÇA, C. L. et al. Contribuições da psicologia e da nutrição para a mudança do comportamento alimentar. Estudos de Psicologia (Natal), v. 17, n. 2, p. 337-345, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2012000200019&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2021.

FRANK, R. et al. Fatores associados à insatisfação com a imagem corporal em acadêmicos de Educação Física. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 65, n. 2, p. 161-167, 2016.

FREITAS, C. M. S. M. et al. O padrão de beleza corporal sobre o corpo feminino mediante o IMC. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 24, n. 3, p. 389-404, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbefe/a/rMpVx4jWKSSJmm9zsGT6fjh/abstract/?lang=pt. Acesso em 25 jan. 2021.

GALETI, L.; OLIVEIRA, E. C.; SOUZA, A. P. M. Relações entre satisfação com a imagem corporal e o comportamento alimentar em escolares. Repositório Digital Unicesumar [online], 2019. Disponível em: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3842. Acesso em 25 jan. 2021.

GARCIA, R.; LEMOS, K. A estética como um valor na Educação Física. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 32-40, 2003.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed.; São Paulo: Atlas, 2002.

LAUS, M. F.; MOREIRA, R. C. M.; COSTA, T. M. B. Diferenças na percepção da imagem corporal, no comportamento alimentar e no estado nutricional de universitárias das áreas de saúde e humanas. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, v. 31, n. 3, p. 192-196, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-79722002000200006&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

LEAL. Z. F. R. G.; FACCI, M. G. D.; SOUZA, M. P. R. Adolescência em foco: contribuições para a Psicologia e para a Educação. 2014.

LEGNANI, R. F. S. et al. Transtornos alimentares e imagem corporal em acadêmicos de Educação Física. Motriz, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 84-91, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1980-65742012000100009&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

LEONTIEV, A. O homem e a cultura. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004.

LOURO, G. L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

MACEDO, L.; FESTAS, C.; VIEIRA, M. Percepções parentais sobre estado nutricional, imagem corporal e saúde em crianças com idade escolar. Revista de Enfermagem Referência, n. 6, p. 191-200, 2012. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s0874-02832012000100018. Acesso em: 25 jan. 2021.

MACIEL, M. G. et al. Imagem corporal e comportamento alimentar entre mulheres em prática de treinamento resistido. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 13, n. 78, p. 159-166, 2019. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6817529. Acesso em: 25 jan. 2021.

MARQUES, J. P. Experiências do corpo nos estudos culturais e saberes formativos na educação física: subjetivação, institucionalização, saúde e disciplina. In: LARA, L. M.; LOPES, B.R.; SOUZA, V.F.M. (Orgs.). Simpósio estudos culturais na educação física: 15 anos de pesquisa em corpo, cultura e ludicidade, 1., 2019, Maringá. Anais [...] Maringá: GPCCL, 2019b. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2021.

MARQUES, J. P.; SÁ, A. B. S.; LARA. L. M. Estudo da subjetivação e institucionalização dos corpos na obra Routledge Handbook of Physical Cultural Studies. Revista Diálogos Interdisciplinares: São Paulo, 2020 (prelo).

MAZZAIA, M. C.; SANTOS, R. M. C.. Fatores de risco para transtornos alimentares em graduandos de enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, v. 31, n. 5, p. 456-462, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002018000500456&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2021.

MELLO, G.T.; RECH, R. R. Insatisfação com a imagem corporal em acadêmicos de Educação Física. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. v. 6, n. 35, p. 233-241, 2012.

MODOIO, V. B. et al. Negative addiction to exercise: are there differences between genders? Clinics [online], v. 66, n. 2, p. 255-260, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1807-59322011000200013&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2021.

MONTEIRO, P. A. et al. Efeito de um protocolo de treinamento concorrente sobre fatores de risco para o acúmulo de gordura hepática de adolescentes obesos. Medicina, Ribeirão Preto [online], v. 46, n. 1, p. 17-23, 2013. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/62375. Acesso em: 25 jan. 2021.

NETTO, A. P.; COSTA, O. S. A importância da psicologia da aprendizagem e suas teorias para o campo do ensino-aprendizagem. Revista Fragmentos de Cultura-Revista Interdisciplinar de Ciências Humanas, v. 27, n. 2, p. 216-224, 2017. Disponível em: http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/fragmentos/article/view/4495. Acesso em: 25 jan. 2021.

OLIVEIRA, M. P. S. et al. Treinamento funcional na adolescência: discutindo sobre os principais benefícios para o desenvolvimento das capacidades funcionais e na prevenção de lesões osteomusculares futuras. Revista de Educação, Saúde e Ciências do Xingu, v. 1, n. 2, 2020. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/files321/journals/24/articles/2736/submission/proof/2736-133-8638-2-10-20200317.pdf. Acesso em: 25 jan. 2021.

OLIVEIRA, D. P.; MONTEIRO, E. E.; ALVES, A. L. S. Associação entre relações familiares e comportamento alimentar de risco em adolescentes. RBONE-Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, v. 14, n. 84, p. 59-65, 2020. Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1169. Acesso em: 25 jan. 2021.

OSTERMANN, F.; CAVALCANTI, C. J. H. Teorias de aprendizagem: texto introdutório. Porto Alegre: UFRGS, 2010.

PAES, S. T.; MARINS, J. C. B.; ANDREAZZI, A. E. Efeitos metabólicos do exercício físico na obesidade infantil: uma visão atual. Revista Paulista de Pediatria, v. 33, n. 1, p. 122-129, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0103058214000264. Acesso em 25 jan. 2021.

PARAVENTI, F. et al. Estudo de caso controle para avaliar o impacto do abuso sexual infantil nos transtornos alimentares. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, v. 38, n. 6, p. 222-226, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-60832011000600002&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2021.

PARKER, A.; WATSON, N. Spiritualized and religious bodies. In: SILK, M.; ANDREWS, D. L.; THORPE, H. (Orgs.). Routledge handbook of Physical Cultural Studies. London and New York: Routledge International Handbooks, p. 209-217, 2017.

PELEGRINI, M. Michel Foucault e a crítica feminista ao neoliberalismo. In RAGO, M.; PELEGRINI, M. (Orgs.) Neoliberalismo, feminismos e contracondutas: perspectivas foucaultianas. Intermeios: São Pulo, p. 191-212, 2019.

REIS, J. A.; SILVA JUNIOR, C. R. R.; PINHO, L. Fatores associados ao risco de transtornos alimentares entre acadêmicos da área de saúde. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 35, n. 2, p. 73-78, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1983-14472014000200073&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 25 jan. 2021.

ROWE, D. Mediated bodies and commodified bodies. In: SILK, M.; ANDREWS, D. L.; THORPE, H. (Orgs.). Routledge handbook of Physical Cultural Studies. London and New York: Routledge International Handbooks, p. 237-245, 2017.

ROCHA, D. B.; ANDRADE, A. C.; SILVA, C. A. B. Vidas atravessadas pelo abuso sexual e pelo transtorno alimentar. CIAIQ2018 [online], v. 2, p. 388–416, 2018. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2018/article/view/1842. Acesso em 25 jan. 2021.

RODRIGUES, J. C. Tabu do corpo. 18. ed. Rio de Janeiro: Achiamé, 1979.

SAFAI, P. Medicalized and scientized bodies. In: SILK, M.; ANDREWS, D. L.; THORPE, H. (Orgs.). Routledge handbook of Physical Cultural Studies. London and New York: Routledge International Handbooks, p. 191-199, 2017.

SCATOLIN, H. G. A imagem do corpo: as energias construtivas da psique. Psicologia Revista, v. 21, n. 1, p. 115-120, 2012.

SCHILDER, P.; WERTMAN, R. Imagem do Corpo: as energias construtivas da psique. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

STICE, E. Risk and maintenance factors for eating pathology: a meta-analytic review. Psychological bulletin, v. 128, n. 5, p. 825, 2002.

TRICHES, R. M.; GIUGLIANI, E. R. J. Insatisfação corporal em escolares de dois municípios da região Sul do Brasil. Revista de Nutrição, v. 20, n. 2, p. 119-128, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-52732007000200001&script=sci_arttext. Acesso em: 25 jan. 2021.

WHITAKER, Agnes H. An epidemiological study of anorectic and bulimic symptoms in adolescent girls: implications for pediatricians. Pediatric Annals, v. 21, n. 11, p. 752-759, 1992.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2022.57594

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: