Tasy e o ensino em saúde

Luís Felipe Pissaia, Márcia Jussara Hepp Rehfeldt, Arlete Eli Kunz da Costa, Claudete Moreschi

Resumo


Este estudo objetiva descrever as contribuições do software Tasy no ensino da Sistematização da Assistência de Enfermagem. Em suma, trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, a qual teve como participantes trinta e um estudantes do curso de Enfermagem da Universidade do Vale do Taquari. Todos os participantes estavam matriculados nas disciplinas destacadas, durante o primeiro semestre de 2018. O instrumento de levantamento de informações deste estudo foi o diário de campo do pesquisador que esteve presente durante as 20 horas aula da pesquisa, sendo que todos os achados foram reunidos em pontos focais compatíveis e categorizados com aproximações da Análise de Conteúdo. Os resultados evidenciaram que os participantes consideram o Tasy como um facilitador na realização da Sistematização da Assistência de Enfermagem. Eles destacam suas funcionalidades, como a de prontuário, do registro de informações e, por consequente, qualificador da assistência oferecida ao cliente.  Pontua-se nos achados, a facilidade em utilizar o software na aplicação da assistência de enfermagem, reforçando a necessidade em tê-lo nos diferentes serviços de saúde. Observou-se também que o software possibilitou a realização eficaz e integral da Sistematização da Assistência de Enfermagem, estimulando a construção entre a teoria e a prática. Deste modo, também foram pontuados a eficácia do software, enquanto modelo de gestão em saúde e ferramenta eficaz para a comunicação entre as equipes.


Palavras-chave


Ensino em Saúde. Ensino em Enfermagem. Teoria e Prática. Ferramentas de Ensino. Tasy. Sistematização da Assistência de Enfermagem. Hipermídia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, J. S.; SILVA, F. J. C. P. Diretrizes para a sistematização da assistência de enfermagem hospitalar. In: Congresso Internacional de Enfermagem, 2017.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução: Luís Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Ministério da Saúde (BR). Portaria 510/2016. Brasília (DF), 2016.

FONTANA, M.; PISSAIA, L. F. O uso do processo de enfermagem como ferramenta de apoio para o cuidado da criança na atenção domiciliar. Research, Society and Development, v. 7, n. 11, p. 1371-1576, 2018.

MOREIRA, M. A. Metodologias de pesquisa em ensino. 1ª Ed. São Paulo. Livraria da Física, 2011.

PAUROSI, D. R.; ASCARI, R. A.; SILVA, O. M.; ASCARI, T. M. Diretrizes operacionais para uma central de Material e esterilização odontológica: Uma proposta da enfermagem. Revista UNINGÁ, v. 17, n. 2, 2018.

PHILIPS. [internet] Disponível em: https://www.philips.com.br/healthcare/product/HCNOCTN306/tasy. Acesso em: 25 fev. 2018.

PISSAIA, L. F.; COSTA, A. E. K.; MORESCHI, C.; REMPEL, C.; CARRENO, I.; GRANADA, D. Impacto de tecnologias na implementação da sistematização da assistência de enfermagem hospitalar: uma revisão integrativa. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 1, p. 1-20, 2018.

PISSAIA, L. F.; COSTA, A. E. K.; MORESCHI, C.; REMPEL, C. Tecnologias da informação e comunicação na assistência de enfermagem hospitalar. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 7, p. 1-10, 2017.

PISSAIA, L. F.; BESCHORNER, C. E. Implantação de um ambulatório de média complexidade no Vale do Taquari/ RS: um relato de experiência. Cinergis, Santa Cruz do Sul, v. 17, n. 4, p. 307-312, out./dez. 2016.

SILVA, S. B.; GONÇALVES, N. S.; SANTOS, D. C. Implantação de um modelo de descentralização de auditoria de contas hospitalares em um hospital de grande porte na região sul do Brasil. Revista de Administração em Saúde, v. 17, n. 69, 2017.

TANNURE, M. C.; PINHEIRO, A. M. SAE: Sistematização da Assistência de Enfermagem: Guia Prático. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2014.

YAMAMOTO, T. T. I.; BANDIERA-PAIVA, P.; ITO, M. Avaliação da usabilidade de interface gráfica de dois sistemas de gestão hospitalar. Journal of Health Informatics, v. 7, n. 2, 2015.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2021.51556

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

IBI Factor: 2.2

 

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: