Metodologias ativas de aprendizagem sobre anomalia craniofacial: o agente comunitário de saúde como formador de saberes

Taise Ferreira de Lima Galdino, Liliane Elise Souza Neves, Amanda Almeida de Oliveira

Resumo


O Agente Comunitário de Saúde (ACS) constituindo um vínculo com a comunidade e o serviço de saúde, com isso faz necessário constantes atualizações sobre novas temáticas para atuarem na promoção e prevenção de saúde, sendo uma delas a anomalia craniofacial. Objetivo: Verificar a efetividade de um programa de aprimoramento com ACS utilizando metodologias ativas sobre anomalia craniofacial. Método: Trata-se de um relato de experiência de aprimoramento na temática de anomalia craniofacial, com pré e pós teste em grupo único. O aprimoramento foi realizado em dois encontros utilizando a metodologia ativa como, Metodologia da Problematização e TBL e um material virtual disponibilizado pelo Projeto Crânio-face Brasil de Bauru/SP. Os temas abordados foram: conceito sobre anomalia craniofacial, as causas, condutas de prevenção e tratamento. Para analisar o aproveitamento do aprimoramento pelos participantes foi aplicado um questionário pré e pós com perguntas sobre os assuntos abordados no decorrer do estudo. Resultados: A casuística constou de 27 ACS de Recife/PE correspondente as Unidades Básica de Saúde participantes vinculadas ao Hospital do IMIP. Os cursistas apresentaram um alto percentual de ocorrência de erros no questionário aplicado previamente ao aprimoramento em todo o grupo, sendo notório uma diminuição pós. Conclusões: Os resultados deste estudo comprovam êxito no aprimoramento com utilização de metodologias ativas proposto para os ACS sobre a temática da anomalia craniofacial.

Palavras- chaves: Agentes Comunitário de Saúde, Anomalia craniofacial, Aprimoramento, Educação em Saúde.


Palavras-chave


Educação; Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, K. F.; BEVILACQUA, M. C.; MARTINEZ, M. A. N. S.; MELO, T. M.; BLASCA, W. Q.; TAGA, M. F. L.. Proposta para capacitação de agentes comunitários de saúde em saúde auditiva. Pró-fono Revista de Atualização Científica, v. 20, n. 3, p. 171-176, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/s0104-56872008000300006.

ARAÚJO, E. S.; JACOB-CORTELETTI, L. C. B.; ABRAMIDES, D. V. M.; ALVARENGA, K. F.. Capacitação de agentes comunitários de saúde na área de saúde auditiva infantil: retenção da informação recebida. Revista Cefac, v. 17, n. 2, p. 445-453, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0216201511913.

BERBEL, N. A. N.. Metodologia da Problematização e os ensinamentos de Paulo Freire: uma relação mais que perfeita. In: BERBEL, N. A (org.). Metodologia da problematização – fundamentos e aplicações. Londrina: Ed. UEL, 1999.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2017. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. O trabalho do Agente Comunitário de Saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2009 a. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2020.

COLARES, K.T.P.; OLIVEIRA, W.. Metodologias Ativas na formação profissional em saúde: uma revisão. Revista Sustinere, v. 6, n. 2, p. 300-320, 2019. http://dx.doi.org/10.12957/sustinere.2018.36910.

COSTA, T.L.; SOUZA, O. M. V.; CARNEIRO, H. A.; NETTO, C. C.; PEGORARO-KROOK, M. I.; DUTKA, J. C. R.. Material multimídia para orientação dos cuidadores de bebês com fissura labiopalatina sobre velofaringe e palatoplastia primária. Codas, v. 28, n. 1, p. 10-16, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20162014126.

DIAS, R. S.; MARQUES, A. F. H.; DINIZ, P. R. B.; SILVA, T. A. B.; COFIEL, L.; MARIANI, M. M. C.; SALGADO, C. L.; OLIVEIRA, A. E. F.; MIGUEL FILHO, E. C.; WEN, C. L.. Telemental health in Brazil: past, present and integration into primary care. Archives Of Clinical Psychiatry, v. 42, n. 2, p. 41-44, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/0101-60830000000046.

DINIZ, P.R.B.; SALES, F. J. R.; NOVAES, M. A.. Providing Telehealth Services to a Public Primary Care Network: the experience of redenutes in pernambuco, brazil. Telemedicine And E-health, v. 22, n. 8, p. 694-698, 2016. http://dx.doi.org/10.1089/tmj.2015.0209.

GARCIA, R.M.; BAPTISTA, R.. Educação a distância para a qualificação dos profissionais do sus: perspectivas e desafios. Baiana Saúde Pública, v. 31, n. 1, p.70-78, 2007.

GARIB, D. G.; Alencar, B. M.; Ferreira, F. V.; Ozawa, T. O.. Anomalias dentárias associadas: o ortodontista decodificando a genética que rege os distúrbios de desenvolvimento dentário. Dental Press J. Orthod., v. 15, n. 2, p.138-157, 2010.

GODOY, S.C.B.; GUIMARÃES, E. M. P.; ASSIS, D. S. S.. Evaluation of the training of nurses in basic health units through telenfermagem. Escola Anna Nery - Revista de Enfermagem, v. 18, n. 1, p. 148-155, 2014. http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20140022.

KRUG, R.R.; VIEIRA, M. S. M.; MACIEL, M. V. A.; ERDMANN, T. R.; VIEIRA, F. C. F.; KOCH, M. C.; GROSSEMAN, S.. O “Bê-Á-Bá” da Aprendizagem Baseada em Equipe. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 40, n. 4, p. 602-610, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v40n4e00452015.

MACIAZEKI-GOMES, R.C.; SOUZA, C. D.; BAGGIO, L.; WACHS, F.. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n. 5, p. 1637-1646, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015215.17112015.

MARCH OF DIMES BIRTH DEFECTS FOUNDATION (MDBDF). March of dimes global report on birth defects: the hidden toll of dying and disabled children. (Org.). Christianson, A.; Howson C.P.; Modell, B. New York, p. 8-53, 2006. Disponível em: . Acesso em: 2 nov. 2019.

MONLLEÓ, I.L.; MENDES, L.G.A.; GIL-DA-SILVA-LOPES, V.L. Manual de cuidados de saúde e alimentação da criança com fenda oral. (Org.). Projeto crânio-face Brasil. São Paulo, p. 1-23, 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2019.

NASCIMENTO, C.M.B.; LIMA, M. L. L. T.; SOUSA, F. O. S.; NOVAES, M. A.; GALDINO, D. R.; SILVA, É. C. H.; LEITÃO, G. G. S.; SILVA, T. P. S.. Telefonoaudiologia como estratégia de educação permanente na atenção primária à saúde no Estado de Pernambuco. Revista Cefac, v. 19, n. 3, p. 371-380, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0216201719314716.

NEVES, L.E.S.. Educational Strategy for Community Health Agents in the City of Recife: knowing Craniofacial Anomalies. Latin Am J Telehealth, v. 3, n. 4, p.256-260, 2017.

NEVES, L.E.S.; OLIVEIRA, A.A.; SILVA, BH.; MELO, D.B.; COUTO, J. M. L. A.; BARROS, N. C. G.; FIGUEIRA, M. A. S.; PEREIRA, R. M.. Use of media resources as educational strategy for the training of community health agents in craniofacial anomalies. Atin Am J Telehealth, v. 1, n. 5, p.28-32, 2018.

OLIVEIRA, B.L.C.A.; LIMA, S. F.; RODRIGUES, L. S.; PEREIRA JÚNIOR, G.A.. Team-Based Learning como Forma de Aprendizagem Colaborativa e Sala de Aula Invertida com Centralidade nos Estudantes no Processo Ensino-Aprendizagem. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 42, n. 4, p. 86-95, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v42n4rb20180050.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE (OPAS). Nascidos com defeitos congênitos: histórias de crianças, pais e profissionais de saúde que prestam cuidados ao longo da vida. Organização Pan-Americana da Saúde- Brasil, 2020. Disponível em: . Acesso em: 3 jan. 2020.

PAULA, M.C.; VIANNA, K. M. P.. Agravos fonoaudiológicos sob a ótica do agente comunitário de saúde. Revista Cefac, v. 19, n. 2, p. 221-232, 2017. http://dx.doi.org/10.1590/1982-021620171921016.

PERUZZO, H.E.; BEGA, A. G.; LOPES, A. P. A. T.; HADDAD, M. C. F. L.; PERES, A. M.; MARCON, S. S. The challenges of teamwork in the family health strategy. Escola Anna Nery, v. 22, n. 4, p.1-9, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0372.

PINTO, L.F.; GIOVANELLA, L.. Programa à Estratégia Saúde da Família: expansão do acesso e redução das internações por condições sensíveis à atenção básica (ICSAB). Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, n. 23, p.1903-1913, 2018.

SANTOS, K.T.; SALIBA, N. A.; MOIMAZ, S. A. S.; ARCIERI, R. M.; CARVALHO, M. L.. Agente comunitário de saúde: perfil adequado a realidade do Programa Saúde da Família? Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, n. 1, p.1023-1028, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/s1413-81232011000700035

SOUSA, L.C.; MORAES, M. C. A. F.; SOUZA, C. D. R.; SILVA, H.; SILVA, É. G.; REIS, L. C. S.; SILVA, P. P.; MAXIMINO, L. P.. Ambiente virtual de aprendizagem: contribuições da terapia ocupacional a pais e familiares na assistência de crianças com anomalias craniofaciais. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, v. 25, n. 2, p.255-266, 2017. http://dx.doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO0926.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2021.51441

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: