Representações da tríplice escolar sobre parasitoses intestinais na zona rural de Paulo Afonso – Bahia

Maria Tairla Viana Gonçalves, Deyvison Rhuan Vasco-dos-Santos, Erika dos Santos Nunes

Resumo


O estudo das representações acerca das parasitoses intestinais auxilia na compreensão dos casos de adoecimentos e contribuem para tomada de ações voltadas a melhoria da saúde coletiva, especialmente da população pediátrica. Nesse contexto, a pesquisa teve como objetivo investigar as representações da tríplice escolar (discentes, pais/responsáveis e docentes) de seis escolas municipais da zona rural de Paulo Afonso – Bahia sobre enteroparasitoses. Para coleta de dados, foram administrados formulários semiestruturados específicos para cada seguimento da pesquisa e as informações categorizadas e analisadas com base na literatura especializada. No total, 63 discentes, 55 responsáveis e 9 docentes foram entrevistados. Referente aos agentes etiológicos, os discentes (68,2%) e pais (60,0%) não detinham conhecimento quanto a definição ou nomeação adequada, enquanto, os docentes (77,4%), sim. Quanto a transmissão, discentes (55,5%) e pais (60,0%) não souberam responder ou responderam incorretamente, dentre os docentes (66,7%) responderam corretamente e (22,2%) parcialmente correto. Acerca do hábitat, (80,9%) dos alunos, (69,1%) dos pais e (88,9%) dos professores responderam corretamente, sendo os órgãos mais citados: intestino grosso e delgado. Sobre os sintomas, discentes (22,2%) e pais (36,4%) reportaram dor de barriga e os docentes (66,7%) falta de apetite. Quanto a prevenção, (25,4%) dos discentes não souberam responder e (19,0%) responderam incorretamente, enquanto (50,9%) dos pais e (88,9%) dos docentes responderam corretamente. Considerando as fragilidades sobre o conceito e ciclo de vida dos parasitos, torna-se necessário a realização de intervenções educativas, visando formar multiplicadores de conhecimento e minimizar os casos de infecções em prol da qualidade de vida individual e coletiva.


Palavras-chave


Percepções sociais; Ecologia Médica; Etnoparasitologia; Educação em Saúde; Parasitologia humana.

Texto completo:

PDF

Referências


AHMED, K. S.; SIRAJ, N. M.; FITSUMBERHAN, H.; ISAAC, S.; YOHANNES, S.; EMAN, D.; BERHANE, Y.; ARAYA, M. Knowledge, Attitude and Practice (KAP) Assessment of Intestinal Parasitic Infection among School Children in Asmara, Eritrea, Saúde, v. 9, n. 1, p. 57-68, 2017. Disponível em . Acesso em 17 de setembro de 2019.

ALBUQUERQUE, U. P. (Org.). Introdução à Etnobiologia. Recife, PE: NUPEEA, 2014. 189 p.

ALMEIDA, N. R. B.; CARVALHO, A. S.; MORENO, C. A. Análise Parasitológica de contaminantes de origem fecal encontrados em uma Creche do interior da Bahia. Id on Line Revista Multidisciplinar e de Psicologia, v. 11, n. 38, p. 642-651, 2017. Disponível em: . Acesso em 22 de setembro de 2019.

ALVES, Paulo César. Itinerário terapêutico e os nexus de significados da doença. Revista de Ciências Sociais, n. 42, p. 29-43, 2015. Disponível em: . Acesso em 25 de setembro de 2019.

ANDRADE, E. C.; LEITE, I. C. G.; RODRIGUES, V. O.; CESCA, M. G. Parasitoses Intestinais: Uma revisão sobre seus Aspectos Sociais, Epidemiológicos, Clínicos e Terapêuticos. Revista de APS, v. 13, n. 2, p. 231-240, 2010. Disponível em: . Acesso em 01 de outubro de 2019.

BARBOSA, R. N.; MOTA, B. A. E.; CAVALCANTI, M. D. B.; BOTÊLHO, M. D. C. N.; SANTOS, E. M. Enteroparasitas e profilaxia em alunos da zona rural de Serra Talhada-Pernambuco. Biológicas & Saúde, v. 3, n. 9, p. 37-45, 2013. Disponível em: . Acesso em 26 de outubro de 2019.

BATH, J. L.; ENEH, P.N.; BAKKEN, A. J.; KNOX, M. E.; SCHIEDT, M. D.; CAMPBELL, J. M. The impact of Perception and Knowledge on the treatment and Prevention of intestinal Worms in the Manikganj district of Bangladesh. Journal of Biology and Medicine, v.83, n.4, p.171-184, 2010. Disponível em: . Acesso em 28 de outubro de 2019.

BERNARD, H. R. Research methods in anthropology: qualitative and quantitative approaches. 4 ed. New York: AltaMira Press, 2006. 803 p.

BUSATO, M. A.; DONDONI, D. Z.; RINALDI, A. L. S.; FERRAZ, L. Parasitoses intestinais: O que a comunidade sabe sobre este tema?. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 10, n. 34, p. 1-6, 2015. Disponível em: . Acesso em 23 de setembro de 2019.

BRAGAGNOLLO, G. R.; TOLEDO, P. C. G.; MORERO, J. A. P.; SCARPINI, N. A. M.; FERREIRA, B. R. Avaliação de um programa educativo sobre parasitoses intestinais implementado em uma comunidade escolar pelo olhar do professor. Revista Uningá, v. 51, n. 1, 2017. Disponível em: . Acesso em 21 de setembro de 2019.

BRAGAGNOLLO, G. R.; GODOY, P. C. G. D. T.; SANTOS, T. S. D.; RIBEIRO, V. D. S.; MORERO, J. A. P.; FERREIRA, B. R. Intervenção educacional sobre enteroparasitoses: um estudo quase experimental. Revista Cuidarte, v. 9, n. 1, p. 2030-2044, 2018. Disponível em: . Acesso em 20 de setembro de 2019.

COSTA, E. L.; SOUZA, J. R. S. FAMÍLIA E ESCOLA: AS CONTRIBUIÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DOS RESPONSÁVEIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Khóra: Revista Transdisciplinar, v. 6, n. 7, 2019. Disponível em: . Acesso em 29 de outubro de 2019.

FARIA, K. F., MOTA, K. C. P., SILVA, C. O., DE OLIVEIRA, M. M., ARAÚJO, I. A. C., MENDES, G. G.; PEREIRA, A. D.; CURY, M. C. Ensino em parasitologia: Ação extensionista com crianças em idade escolar. Revista Conexão UEPG, v. 15, n. 3, p. 294-300, 2019. Disponível em: . Acesso em 02 de novembro de 2019.

FERNANDES, N. S.; GUIMARAES, H. R.; AMORIM, A. C. S.; REIS, M. B.; TRINDADE, R. A.; MELO, A. C. F. L. Avaliação parasitológica de hortaliças: da horta ao consumidor final. Revista Saúde e Pesquisa, v. 8, n. 2, p. 255-265, 2015. Disponível em: . Acesso em 21 de dezembro de 2019.

FONSECA, E. O. L.; TEIXEIRA, M. G.; BARRETO, M. L.; CARMO, E. H.; COSTA, M. D. C. N. Prevalência e fatores associados às geo-helmintíases em crianças residentes em municípios com baixo IDH no Norte e Nordeste brasileiros. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, n. 1, p. 143-152, 2010. Disponível em: . Acesso em 23 de dezembro de 2019.

FORSON, A. O.; ARTHUR, I.; AYEH-KUMI, P. F. The role of family size, employment and education of parents in the prevalence of intestinal parasitic infections in school children in Accra. PloS one, v. 13, n. 2, p. 1-10, 2018. Disponível em: . Acesso em 19 de dezembro de 2019.

GAZZINELLI, M. F.; GAZZINELLI, A.; REIS, D. C. D.; PENNA, C. M. D. M. Educação em saúde: conhecimentos, representações sociais e experiências da doença. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, p. 200-206, 2005. Disponível em: . Acesso em 20 de setembro de 2019.

GNIADEK, A.; CEPUCH, G.; OCHENDER, K.; SALAMON, D. The level of knowledge about parasitic diseases and the threats resulting from their presence in the environment evaluated in a group of parents of preschool children. Annals of parasitology, v. 61, n. 2, p. 109-114, 2015. Disponível em: . Acesso em 18 de dezembro de 2019.

GRIMES, C.; RONCHI, D. L.; HIRANO, Z. M. B. Prática pedagógica diferenciada nos processos de ensinar e de aprender em parasitologia. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 6, n. 1, p. 89-100, 2013. Disponível em: . Acesso em 05 de janeiro de 2020.

IBGE. (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Cidades: Bahia: Paulo Afonso: Infográficos: evolução populacional e pirâmide etária. 2010. Disponível em: . Acesso em 10 de agosto de 2019.

LOPES, R. M.; MELO, T. L. Percepção dos alunos, em anos iniciais do Ensino Fundamental, relacionada à higienização das mãos. Revista Eletrônica Interdisciplinar, v. 1, n. 11, p. 117-121, 2014. Disponível em: . Acesso em 27 de setembro de 2019.

MALAFAIA, G.; GONÇALVES, R. C.; FALEIRO, J. H.; DA SILVA CASTRO, A. L.; DE LIMA RODRIGUES, A. S. Conhecimentos de Discentes do Ensino Fundamental e Médio de uma Escola Pública de Urutaí (Goiás) Sobre Doenças Intestinais. Saúde e Pesquisa, v. 6, n. 2, p. 237-247, 2013. Disponível em: . Acesso em 29 de setembro de 2019.

MELLO, D. A.; PRIPAS, S.; FUCCI, M.; SANTORO, M. C.; PEDRAZZANI, E. S. Helmintoses intestinais: I-Conhecimentos, atitudes e percepção da população. Revista de Saúde Pública, v. 22, n. 2, p. 140-149, 1988. Disponível em: . Acesso em 18 de setembro de 2019.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral, 2013, 565p. Disponível em: . Acesso em 29 de agosto de 2019.

METUH, O. A.; IKPEZE, O. O. Knowledge, attitude and practice (Kap) of school teachers on malaria, helminthiasis and associated risk factors in primary schools in Onitsha, Anambra state, South-Eastern Nigeria. Animal Research International, v. 6, n. 2, p. 987-993, 2009. Disponível em: . Acesso em 15 de janeiro de 2020.

MONROE, N. B.; LEITE, P. R. R.; SANTOS, D. N.; SÁ-SILVA, J. R. O tema transversal saúde e o ensino de ciências: representações sociais de professores sobre as parasitoses intestinais. Investigações em Ensino de Ciências, v. 18, n. 1, p. 7-22, 2013. Disponível em: . Acesso em 24 de setembro de 2019.

MONTEIRO, A. M. C.; SILVA, E. F.; ALMEIDA, K. S.; SOUSA, J. J. N.; MATHIAS, L.A.; BAPTISTA, F.; FREITAS, F. L. C. Parasitoses intestinais em crianças de creches públicas localizadas em bairros periféricos do munícipio de Coari, Amazonas, Brasil. Revista de Patologia Tropical, v. 38, n. 4, p. 284-290, 2009. Disponível em: . Acesso em 28 de setembro de 2019.

MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Traduzido por Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

MOURA, M. Q.; JESKE, S. T.; ALMEIDA CAPELLA, G.; PINTO, N. B.; BIANCHI, T. F.; BERNE, M. E. A.; VILLELA, M. M. Percepções de escolares da cidade de Pelotas/RS sobre parasitoses intestinais. SaBios-Revista de Saúde e Biologia, v. 13, n. 1, p. 56-62, 2018. Disponível em: . Acesso em 19 de outubro de 2019.

NEVES, D. P. Parasitologia Dinâmica. 3.ed., São Paulo: Editora Atheneu, 2009, p. 592.

NEVES, D. P; FILIPPIS, T.; DIAS-LIMA, A.; ODA, W. Y. Parasitologia Básica. 4ª.ed. Editora Atheneu, 2018, p. 256.

NJOMO, D. W.; MASAKU, J.; ODHIAMBO, G.; MUSUVA, R.; MWENDE, F.; MATEY, E.; KIHARA, J. H. The role of pre-school teachers in the control of soil-transmitted helminthes in coastal region, Kenya. Tropical diseases, travel medicine and vaccines, v. 2, n. 1, p. 24, 2016. Disponível em: . Acesso em 21 de janeiro de 2020.

NUNES, A. L. B. P.; CUNHA, A. M. O.; MARÇAL JÚNIOR, O. Coletores de lixo e enteroparasitoses: o papel das representações sociais em suas atitudes preventivas. Ciência & Educação. p. 25-38, 2006. Disponível em: . Acesso em 22 de setembro de 2019.

NYANTEKYI, L.; LEGESSE, M.; MEDHIN, G.; ANIMUT, A.; TADESSE, K.; MACIAS, C.; ERKO, B. Community awareness of intestinal parasites and the prevalence of infection among community members of rural Abaye Deneba area, Ethiopia. Asian Pacific journal of tropical biomedicine, v. 4, n. 1, p. 152-157, 2014. Disponivel em: . Acesso em 20 de janeiro de 2020.

OLIVEIRA, A. S. D. S. S.; SILVA, B. E. S.; CUNHA, E. A.; MACEDO, J. L.; RODRIGUES, A. C. E.; ASSUNÇÃO, M. D. J. S. M.; AZEVÊDO, C. A. S. Enteroparasitoses in schools of the municipal public network. Research, Society and Development, v. 8, n. 4, p. 384-955, 2019. Disponível em: . Acesso em 12 de janeiro de 2020.

PEREIRA, G.; RIBEIRO, C.; COSTA, I.; SILVA, J.; CALADO, L.; NUNES, B.; MOTA, M. Prevalência de infecções parasitárias intestinais oriundas de crianças residentes em áreas periféricas, município de Juazeiro do Norte-Ceará. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, v. 5, n. 14, p. 21-27, 2018. Disponível em: . Acesso em 10 de janeiro de 2020.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO. Cidade: Aspectos, população, relevo, clima e vegetação. 2014. Disponível em: . Acesso em 10 de março de 2019.

RIVERO, M. R.; SALAS, M. M.; VALENTE, R.; NORES, M. J.; DE ANGELO, C.; ARRABAL, J.; SALOMÓN, O. D. Prevention of intestinal parasites in a tri‐border area of Latin America: Children perceptions and an integral health education strategy. Zoonoses and public health, v. 64, n. 8, p. 673-683, 2017. Disponível em: . Acesso em 17 de janeiro de 2020.

RODRIGUES, S. R.; GOMES, S. C. S.; LIMA, R. J. C. P.; NASCIMENTO, J. X. P. T. Projeto Parasitoses Intestinais em crianças: prevalência e fatores associados. Revista Ciência em Extensão, v. 14, n. 3, p. 64-78, 2018. Disponível em: < https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/1587>. Acesso em 20 de janeiro de 2020.

SANTOS, A. A.; GURGEL-GONÇALVES, R.; MACHADO, E. R. Factors associated with the occurrence of intestinal parasites in children living in the Federal District of Brazil. Revista de Patologia Tropical/Journal of Tropical Pathology, v. 43, n. 1, p. 89-97, 2014. Disponível em: . Acesso em 16 de janeiro de 2020.

SÁ-SILVA, J. R.; PORTO, M. J. F.; SOUSA, C. E. B.; ALMEIDA, F. V. P. Escola, educação em saúde e representações sociais: Problematizando as parasitoses intestinais. Pesquisa em Foco, v. 18, n. 1, p. 82-95, 2010. Disponível em: . Acesso em 23 de setembro de 2019.

SANTOS, D. N.; COSTA, P. R. R. S.; CASTRO, N. J. C. Saberes sobre Parasitoses em uma Comunidade Riberinha. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde, v.6, n. 2, p. 44-56, 2017. Disponível em: . Acesso em 22 de janeiro de 2020.

SILVA, E. P.; CARVALHO, W. R. C.; FIRMO, W. C. A. Estudo comparativo da ocorrência de parasitoses intestinais em crianças de duas comunidades da zona rural de Paulo Ramos -MA, Brasil. Revista UNINGÁ. v. 27, n. 2, p. 15-21, 2016. Disponível em: . Acesso em 29 de janeiro de 2020.

SIQUEIRA, M. P.; AZEVEDO, E. P.; ALMEIDA, E.M.; MATOS, J. S.; RODRIGUES, A. R.; SCARABELLI, S. C.; PILOTTO, T. P.; FREITAS, J. T.; BARBOSA, A. S.; MATTOS, D. P. B. G.; BASTOS, O. M. P.; UCHÔA, C. M. A. Conhecimentos de escolares e funcionários da Rede Pública de Ensino sobre as parasitoses intestinais. Revista Instituto Adolfo Lutz, v. 75, n. 0, p. 01-12, 2016. Disponível em: . Acesso em 27 de setembro de 2019.

SOUZA, A. C.; ALVES, F. V.; GUIMARÃES, H. R.; AMORIM, A. C. S.; DE ARAÚJO CRUZ, M.; DA SILVA SANTOS, B.; MELO, A. C. F. L. Perfil epidemiológico das parasitoses intestinais e avaliação dos fatores de risco em indivíduos residentes em um assentamento rural do nordeste brasileiro. Revista Conexão UEPG, v. 12, n. 1, p. 26-37, 2016. Disponível em: . Acesso em 28 de janeiro de 2020.

VIVAS, A.; GELAYE, B.; ABOSET, N.; KUMIE, A.; BERHANE, Y.; WILLIAMS, M. A. Knowledge, attitudes, and practices (KAP) of hygiene among school children in Angolela, Ethiopia. Journal of preventive medicine and hygiene, v. 51, n. 2, p. 73, 2010. Disponível em: . Acesso em 29 de janeiro de 2020.

ZAIDEN, M. F.; SANTOS, B. O.; CANO, M. A. T.; JÚNIOR, I. A. N. Epidemiologia das parasitoses intestinais em crianças de creches de Rio Verde – GO. Medicina, v. 41, n. 2, p. 182-187, 2008. Disponível em: . Acesso em 27 de janeiro de 2020.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2020.50649

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: