Pesquisa Quantitativa e/ou Qualitativa: distanciamentos, aproximações e possibilidades

Ricardo Franklin de Freitas Mussi, Leila Maria Prates Teixeira Mussi, Emerson Tadeu Cotrim Assunção, Claudio Pinto Nunes

Resumo


A preocupação humana com a apreensão/compreensão da realidade no campo acadêmico-científico passa pela problemática de como abordar o objeto de maneira coerente e quais critérios teóricos-metodológicos podem/devem ser assumidos pelo pesquisador para o ótimo desenvolvimento da investigação. Neste sentido, o presente texto objetiva discutir as principais características das abordagens de pesquisa quantitativa e qualitativa. Metodologicamente trata-se de um estudo teórico, apresentado por meio do gênero acadêmico ensaio, pautado em incursões na literatura pertinente. O manuscrito apresenta as bases teórico-práticas que discursivizam as noções das abordagens de pesquisas qualitativa e quantitativa. Na primeira perspectiva o investigador supõe um universo de objetos comparáveis entre si, com enfoque nos indicadores numéricos. No segundo caso assumi-se um universo de sentidos, significados, motivos, aspirações, crenças, valores e atitudes focado nas relações, nos processos e nos fenômenos. Assim, as análises sinalizam que não há, necessariamente, oposição, suplementariedade  ou complementaridade entre essas maneiras de fazer pesquisa. São modos diferentes do fazer científico para obtenção e tratamento das informações, portanto, relevantes para a ciência e sociedade, que podem e devem ser utilizadas no cotidiano científico. Diante das características das abordagens teórico-metodológicas, é fundamental indicar que suas bases e procedimentos são de natureza diferente, no entanto, é perfeitamente possível, a depender do objeto/objetivo da pesquisa, o diálogo e/ou encontro das duas abordagens.


Palavras-chave


Domínios científicos, Métodos, Ciência, Análise estatística, Análise qualitativa.

Texto completo:

PDF

Referências


ALAMI, S.; DESJEUX, D.; GARABUAU-MOUSSAOUI, I. Os métodos qualitativos. Petrópolis: Vozes, 2010

ALBERTI, V. Manual de História Oral. 3 ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

ALTMAN, D. G. Statistics in medical journals: developments in the 1980s. Statistics in Medicine, v.10, p.1897-913, 1991.

AMARAL, L. V. Tipos de Pesquisa em Educação Física. Lecturas: Educación Física y Deportes, v.17, n.167, 2012.

BAUER, M. W.; GASKELL, G.; ALLUM, N. C. Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Orgs.) Pesquisa Qualitativa com textos, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2008.

CANZONIERI, A. M. Metodologia da Pesquisa Qualitativa na Saúde. Petrópolis: Vozes, 2010.

CHALHOUB, S. Visões da Liberdade, uma história das últimas décadas da escravidão na corte. São Paulo: Cia. das Letras, 2003.

COSTA, M. V. Novos olhares na pesquisa em Educação. In: COSTA, M.V. (Org.). Caminhos investigativos: novos olhares na pesquisa em Educação. Porto Alegre: Mediação, 1996. p. 9-17.

DEMO, P. Pesquisa Qualitativa: busca de equilíbrio entre forma e conteúdo. Revista Latino-americana de enfermagem, v.6, n.2, p.89-104, 1998.

FERREIRA, A.C.; GROSSI, Y.S. A narrativa na trama da subjetividade: perspectivas e desafios. História Oral, v.7, p.41-59, 2004.

FILSTEAD, W. J. Qualitative Methods: a needed perspective in evaluation research. In: COOK, T. D.: REICHARDT, C. S. (Orgs.) Qualitative and Quantitative Methods in Evaluation Research. Beverly Hills: Sage, 1979.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2002.

GOMES, R. Análise e Interpretação de dados de pesquisa qualitativa. In: MINAYO, M. C. S. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2009. p.

JONES, F. P. Pesquisa qualitativa. In: THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. S. Métodos da Pesquisa em Atividade Física. Porto Alegre: Artmed, 2007.

LÉVY-STRAUSS, C. Aula Inaugural. In: ZALUAR, A. (org). Desvendando máscaras sociais. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975. p.211-244.

LÜDORF, S. M. A. Panorama da pesquisa em educação física da década de 90: análise dos resumos de dissertações e teses. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 13, n. 2, p. 19-25, 2. sem. 2002.

MINAYO, M. C. S. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência & Saúde Coletiva, v.17, n.3, p.621-26, 2012.

_______. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2009.

MINAYO, M. C. S.; SANCHES, O. Quantitativo-Qualitativo: oposição ou complementaridade? Caderno de Saúde Pública, v.9, n.3, p.239-262, 1993.

NORA, P. Entre memória e história: A problemática dos lugares. São Paulo: Projeto História, 1993.

PERRONE, L. Metodi Quantitativi della Ricerca Sociale. Milão: Feltrinelli, 1977.

PIRES, A. P. Sobre algumas questões epistemológicas de uma metodologia geral para as ciências sociais. In: POUPART, J.; DESLAURIERS, J.; GROULX, L.; LAPERRIERE, A.; MAYER, R.; PIRES, A. A Pesquisa Qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008.

RIBEIRO, J.; SOUZA, D. N.; COSTA, A. P. Investigação qualitativa na área da saúde: por quê? Ciência e saúde coletiva, v.21, n.8, p.2324, 2016.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3 ed. 13 reimp. São Paulo: Atlas, 2011.

ROUSSEAU, J. Oeuvres Complète. v.2. Paris: Seuil, 1971.

SANTOS, B. S. Discurso sobre as ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

____________. Introdução a uma ciência pós-moderna. Rio de Janeiro: Graal, 1989

SERAPIONI, M. Métodos Qualitativos e Quantitativos na Pesquisa Social em Saúde: algumas estratégias para a investigação. Ciência e Saúde Coletiva, v.5, n.1, p.187-192, 2000.

SUASSUNA, L. Pesquisa qualitativa em Educação e Linguagem: histórico e validação do paradigma indiciário. Revista Perspectiva, v.26, n.1, p.341-77, 2008.

TRIVIÑOS, A. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: atlas, 2006.

TURATO, E. R. Métodos Qualitativos e Quantitativos na Área da Saúde: definições, diferenças e seus objetivos de pesquisa. Revista de Saúde Pública, v.39, n.3, p.507-14, 2005.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2019.41193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: