Ações do enfermeiro no pré-natal e a importância atribuída pelas gestantes

Ernandes Gonçalves Dias, Gisele Brito dos Anjos, Luciene Alves, Sayonara Nayranne Pereira, Lyliane Martins Campos

Resumo


O pré-natal é essencial para que a mulher se prepare para ser mãe, e é por meio das consultas e outras ações desenvolvidas no âmbito da Estratégia Saúde da Família que a gestante é acompanhada quanto ao desenvolvimento de sua gestação e as condições do bebê. Objetivou-se identificar a importância atribuída pelas gestantes às ações do enfermeiro no pré-natal. Trata-se de um estudo descritivo de natureza qualitativa, realizado com 13 gestantes da Estratégia de Saúde da Família Vila Serranópolis. Os dados foram coletados no período de março a abril de 2016 por meio de uma entrevista estruturada. Os resultados mostraram que as gestantes identificaram a mensuração de dados vitais, as orientações e as reuniões educativas como ações da assistência pré-natal realizadas pelo enfermeiro e reconheceram a importância destas. Consideraram que os conselhos, esclarecimento de dúvidas e a tranquilidade transmitida pelos enfermeiros durante as consultas do pré-natal como fundamentais para o desenvolvimento da gestação. Conclui-se que apesar das gestantes reconhecerem a importância das ações realizadas pelo enfermeiro durante o pré-natal é necessário que esses profissionais busquem estratégias para melhorar a assistência às gestantes no sentido de reforçar as ações de educação em saúde e a criação de vínculo entre à gestante e o serviço de saúde.

Palavras-chave


Gestantes; Cuidado Pré-Natal; Enfermagem Obstétrica

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, J. C.; GURGGEL, M. D.; SOUZA, R. S.; NORÕES, L. N.; SOUSA, K. M.; SANTOS, M. R. V.; SOUSA, M. A. A percepção das gestantes sobre o pré-natal realizado pelo enfermeiro (a) na estratégia saúde da família do município de Parnaíba. SANARE, v. 14, (supl.) 1, COPISP, p. 127. 2015.

ARAÚJO, D. M. R.; VILARIM, M. M.; SABROZA, A. R.; NARDI, A. E. Depressão no período gestacional e baixo peso ao nascer: uma revisão sistemática da literatura. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 26, n. 2, p. 219-227, fev, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2010000200002. Acesso em: set. 2015.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

CARRARA, G. L. R.; OLIVEIRA, J. P. Atuação do enfermeiro na educação em saúde durante o pré-natal: uma revisão bibliográfica. Revista FafibeOn-Line. Ano VI, n. 6, p. 96–109, nov. 2013, Disponível em: http://www.unifafibe.com.br/revistasonline/arquivos/revistafafibeonline/sumario/28/11122013185545.pdf. Acesso em: set. 2015.

CARVALHO, J. L. A visão das gestantes sobre as ações educativas do enfermeiro- uma breve aproximação. Especialização em atenção básica em Saúde da Família. 2010, p. 01-23. Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG. Campos Gerais, 2010.

CUNHA, M. A.; MAMEDE, M. V.; DOTTO, L. M. G.; MAMEDE, F. V. Assistência pré-natal: competências essenciais desempenhadas por enfermeiros. Revista de Enfermagem, Rio Branco, v. 13, n. 1, p. 146-153, jan./mar. 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000100020. Acesso em: out. 2015.

DIAS, E. G.; SANTO, F. G. E.; SANTOS, I. G. R.; ALVES, J. C. S.; SANTOS, T. M. F. Percepção das gestantes quanto a importância das ações educativas promovida pelo enfermeiro no pré-natal em um unidade básica de saúde. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. v. 6, n. 3, p. 2695-10. 2015a. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v6i3.22431. Acesso em: mai. 2016.

DIAS, E. G.; ALVES, J. C. S.; VIANA, J. M.; SANTOS, I. M.; SILVA, J. P. Percepções sobre a gravidez em um grupo de adolescentes grávidas do município de Janaúba-MG. Revista Eletrônica Gestão & Saúde, v. 06, n. 02, p.1239-53, 2015b. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v6i2.22466. Acesso em: nov. 2015.

FREITAS, E. S.; BOSCO, S. M. D.; SIPPEL, C. A.; LAZZARETTI, R. K. Recomendações Nutricionais na Gestação. Revista destaques acadêmicos, CCBS/UNIVATES; ano 2, n. 3, 2010.

LEMES, A. G. Assistência de enfermagem a gestante na primeira consulta de pré-natal. Revista Eletrônica da Univar, v. 1, n. 8, p. 70-73. 2012. Disponível em: http://revista.univar.edu.br/index.php/interdisciplinar/article/view/81. Acesso em: nov. 2016.

MARTINELLI, K. G.; NETO SANTOS, E. T.; GAMA, S. G. N.; OLIVEIRA, A. E. Adequação do processo da assistência pré-natal segundo os critérios do programa de humanização do pré-natal e nascimento e rede cegonha. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. Rio de Janeiro, v. 36, n. 2, fev. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032014000200003. Acesso em: mai. 2016.

MARTINS, J. S. A.; DANTAS, F. A.; ALMEIDA, T. F.; SANTOS, M. B. R. A Assistência de Enfermagem no Pré-Natal: Enfoque na Estratégia da Saúde da Família. Revista UNIABEU, Belford Roxo, v. 5, n. 9, jan./abr., p. 278-288, 2012.

MOREIRA, M. A.; CARVALHO, L. L.; RIBEIRO, P. S. Percepção de gestantes sobre a atuação da enfermeira na assistência pré-natal: estudo analítico. Arq. Ciênc. Saúde. v. 23, n. 1, p. 78-82, jan./mar., 2016.

NIQUINI, R. P.; BITTENCOURT, S. A.; LACERDA, E. M. A.; SAUNDERS, C.; LEAL, M. C. Avaliação do processo da assistência nutricional no pré-natal em sete Unidades de Saúde da Família do Município do Rio de Janeiro. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 10, p. 2805-2816, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012001000028. Acesso em: mai. 2016.

NUNES, D. C.; SILVA, L. A. M. Humanização na assistência de Enfermagem durante gestação, parto e puerpério e seus desafios na promoção de saúde. Revista Mineira de Ciências da Saúde, v. 4, p. 57-68, set. 2012.

PARIS, G. F.; PELLOSO, S. M.; MARTINS, P. M. Qualidade da assistência pré-natal nos serviços públicos e privados. Rev Bras Ginecol Obstet. v. 35, n. 10, p. 447-52, 2013.

SALES, K. C.; SEMENTE, P. S. N.; FERNANDES. E. R. L. Cartão da Gestante: um elo fundamental. Revista Brasileira de Informações Científicas. v. 4, n. 3, p. 8-15. Jul./set. 2013.

SILVA, M. Z. N.; ANDRADE, A. B.; BOSI, M. L. M. Acesso e acolhimento no cuidado pré-natal à luz de experiências de gestantes na Atenção Básica. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 38, n. 103, p. 805-816, out./dez. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/0103-1104.20140073. Acesso em: nov. 2016.

SOUSA, A. J. C. Q.; MENDONÇA, A. E. O.; TORRES, G. V. Atuação do enfermeiro no pré-natal de baixo risco em uma unidade básica de saúde. Carpe Diem: Revista Cultura e Científica do UNIFACEX. v. 10, n.10, p. 1- 15, 2012. Acesso em: set. 2015.

SOUZA, B. C., BERNARDO, A. R. C., SANTANA, L. S. O Papel do Enfermeiro no Pré-Natal Realizado no Programa de Saúde da Família – PSF. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, Aracaju v. 2 n.1 p. 83-94 out. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3798.2013v2n1p83-94. Acesso em: jun. 2016.

SOUZA, V. B.; ROECKER, S., MARCON, S. S. Educação em Saúde na Assistência Pré-Natal: Percepção de Gestantes Atendidas na Rede Básica de Maringá-PR. III Semana de Enfermagem em HUOP. XIX Jornada de Cascavelense de Enfermagem. UNIOESTE. Campus de Cascavel. 10-12 maio, 2010.

SPINDOLA, T.; PROGIANTI, J. M.; PENNA, L. H. G. Opinião das gestantes sobre acompanhamento da enfermeira obstetra no pré-natal de um hospital universitário. Cienc Enferm. v. 18, n. 2, p. 65-73, 2012.

VIEIRA, B. D.; PARIZOTTO, A. P. A. V. Alterações psicológicas decorrentes do período gravídico, Unoesc & Ciência - ACBS, Joaçaba, v. 4, n. 1, p. 79-90, jan./jun. 2013.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2018.31722

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: