MONITORAMENTO DA COMUNIDADE DE ABELHAS (HYMENOPTERA:APIDAE) NA ÁREA DE INFLUÊNCIA DIRETA DA VIA EXPRESSA TRANSOLÍMPICA

Cleber Vinicius Akita Vitorio Silva, Josimar Ribeiro de Almeida

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a flutuação da comunidade de abelhas e realizar seu resgate, durante a fase de implantação dos 23 Km da via expressa Ligação Transolímpica, também nomeada de corredor Presidente Tancredo de Almeida Neves. A comunidade de abelhas foi prospectada durante as atividades de implantação do empreendimento para as sazonalidades de inverno e primavera. As amostragens qualiquantitativas seguiram o protocolo padrão estabelecido na Resolução CONAMA No 346/2004 para abelhas nativas e africanizadas, sendo realizado o resgate de 34 enxames para a sazonalidade de inverno e 46 de primavera, donde a espécie mais abundante para as duas sazonalidades foi a Tetragonisca angustula, destaca-se que foi realizado o resgate da espécie Melipona quadrifasciata anthidioides, diversas espécies de abelhas do gênero Melipona encontram-se ameaçadas para os biomas Mata Atlântica e Cerrado.


Palavras-chave


Abelha-sem-ferrão, Transolímpica, Conservação da Biodiversidade, Entomologia Florestal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2021.50055

Direitos autorais 2021 Cleber Vinícius Akita Vitorio Silva


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.