LER, ESCUTAR, CONVERSAR: A LITERATURA POTENCIALIZANDO VIDAS

Marcela Afonso Fernandez, Bianca Dias de Souza, Yasmim da Silva Borges Ferreira, Maria Luíza Almeida de Souza

Resumo


Esse relato de experiência brota dos caminhos em ciranda vividos pelo Ler e Compartilhar: práticas de formação solidária, projeto de extensão realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Nesse percurso, criamos espaços-tempos que evocam a arte do encontro e da leitura, nos quais a presença, a escuta e a conversa, em consonância com a realidade pandêmica, habitam o mundo virtual, desvelando complexidades e fortalecendo subjetividades. Nossa liga é a literatura, que nos provoca, atravessa e desloca. Inspiradas principalmente em FREIRE (2000), HOOKS (2017), LARROSA (2014, 2018), SKLIAR (2018, 2019a, 2019b) e ANDRUETTO (2012), buscamos, assim, despertar a imaginação e ampliar sentidos e vozes, nutridas pela palavra poeticamente potencializadora de vidas, em liberdade.


Palavras-chave


leitura compartilhada, literatura, escuta, conversa.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa de e ALVES, Nilda. Pesquisa no/do cotidiano das escolas – sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2001, p.13-38.

ANDRADE, Carlos Drummond. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 2004.

BAJOUR, Cecilia. Ouvir nas entrelinhas: o valor da escuta nas práticas de leitura. São Paulo: Editora Pulo do Gato, 2012.

BARROS, Manoel. Poesia completa. São Paulo: LeYa, 2013.

COUTO, Mia. Poemas escolhidos. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

EVARISTO, Conceição. Poemas da recordação e outros movimentos. Rio de Janeiro; Malê, 2017.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. São Paulo; Cortez, 2000.

GALEANO, Eduardo. O livro dos abraços. Porto Alegre: L&PM, 1997.

GULLAR, Ferreira. A arte existe porque a vida não basta. Disponível em: < http://g1.globo.com/pop-arte/flip/noticia/2010/08/arte-existe-porque-vida-nao-basta-diz-ferreira-gullar.html >. Acesso em: 29 set. 2020.

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática de liberdade. Tradução de Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2017.

KOHAN, Walter. Paulo Freire mais do que nunca: uma biografia filosófica. Belo Horizonte: Vestígio, 2019.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre a experiência. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

LARROSA, Jorge; RECHIA, Karen. P de professor. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018.

LEÃO, Ryane. Jamais peço desculpas por me derramar. São Paulo: Planeta do Brasil, 2019.

MACHADO, Antonio. Poema XXIX: Caminante. In: Campos de Castilla: Proverbios y Cantares. Cátedra: Letras Hispanicas. Ed. Geoffrey Ribbans, 2006.

NETO, João Cabral de. A educação pela pedra e outros poemas. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.)

PETIT, Michèle. A arte de ler ou como resistir à adversidade. São Paulo: Ed. 34, 2009.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Contos e Poemas para ler na escola. Rio de Janeiro: Objetiva, 2014.

SKLIAR, Carlos. A escuta das diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2019a.

____________. Como um tren sobre el abismo o contra toda esta prisa. Madrid, Espanha: Vaso Roto Ediciones, 2019b.

SKLIAR, Carlos. Elogio à conversa. In: Conversa como metodologia de pesquisa: por que não? orgs. Tiago Ribeiro, Rafael de Souza, Carmen Sanches Sampaio. - Rio de Janeiro: Ayvu, 2018.

YUNES, Eliana. Leitura, a complexidade do simples: do mundo à letra e de volta ao mundo. In: Yunes, Eliana (Org.). Pensar a Leitura: Complexidade. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio, 2002.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2021.54903

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: