DANÇAR PARA APRENDER

Gláucia Bispo

Resumo


Este relato de experiências é fruto de um desejo antigo. É uma partilha de vivências a respeito de corpos moventes e dançantes no período da Alfabetização. O presente texto apresenta o caminho percorrido por crianças e professora, do 2º ano do Ensino Fundamental I, que reconheceram a necessidade e o interesse pelo movimento dançante para aprender a aprender e aprender a ensinar. Dançar foi preciso para que as crianças aprendessem a ler, escrever e contar, assim como foi preciso para que a professora aprendesse a ensinar com uma das potências fundamentais da existência humana: o corpo (em movimento).


Palavras-chave


corpo; alfabetização; dança

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação Infantil. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: < 568 http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

_________. Resolução CNE/CEB 5/2009. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil a serem observadas na organização de propostas pedagógicas na Educação Infantil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de dezembro de 2009, Seção 1, p. 18.

_________. Resolução CNE/CEB 5/2009. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. Diário Oficial da União, Brasília, 09 de dezembro de 2010.

BRÜGGER, S. M. J.. “O povo é tudo”: uma análise da carreira e da obra da cantora Clara Nunesa. Revista ArtCultura, Uberlândia, v. 10, n. 17, p. 191-204, jul.-dez. 2008

CORSINO, P. Alfabetização não tem receita, mas tem princípios. Disponível em: < https://pt.slideshare.net/terccre/alfabetizao-no-tem-receita-mas-tem-princpios-patrcia-corsino>. Acesso 03 mar. de 2019.

FOUCAULT, M. (Trad. de Raquel Ramalhete). Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis, Vozes, 1987.

MARQUES, I. Corpos e danças na Educação Infantil. In: GOBBI, M. A.; APPEZZATO, M. (Orgs). Infâncias e Suas Linguagens. – São Paulo: Editora Cortez, 2014.

MERLEAU-PONTY, Maurice (Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura). Fenomenologia da percepção.- 2- ed. - São Paulo : Editora Martins Fontes, 1999.

SCHAEFER, K. S. A. B.. O corpo como vontade de potência (em experiências) na Educação Infantil e nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Brasil. 2015. 178f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2021.54889

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: