EM TEMPOS DE PANDEMIA, LUZ, CÂMERA E AÇÃO PARA A EDUCAÇÃO ONLINE: DO DISCURSO À PRÁTICA DESEJADA

Adriele da Silva Freitas Oliveira, Alessandra da Costa Abreu, Ana Paula da Silva Conceição Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta reflexões sobre as propostas de educação remota que têm sido adotadas por escolas da rede pública e particular de ensino de modo a atender a exigência anual no cumprimento de 800 horas aulas estabelecida pela LDB 9394/96, também durante o período de pandemia da COVID-19 e quarentena decretada pelos chefes dos poderes executivos. Para isso, analisamos três diretrizes diferentes, seguidas por instituições de ensino nos âmbitos federal, estadual e municipal pertencentes ao Estado do Rio de Janeiro. Este debate se faz necessário na medida em que políticas de educação na perspectiva transmissiva de educação a distância, equivocadamente denominadas de online, estão sendo implantadas ignorando que a dificuldade no acesso a internet ainda é uma realidade brasileira.


Palavras-chave


Educação online; Covid-19; Isolamento social

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M./VOLOCHINOV, V. N. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 6. ed. São Paulo: Hucitec, 1992.

BRASIL, Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível em:

htm>. Último acesso em: 12 jun 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2013. Disponível em: Acesso em 12 jun 2020.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer/Michel de Certeau; Tradução de Ephraim Ferreira Alves. 22 ed. - Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

COUTO, Mia. Poesia é boa aliada na era da pandemia, avalia Mia Couto. Entrevista concedida a José Carlos Vieira Jornal Braziliense. Brasília, 22 abr.2020. Disponível em:

< https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-earte/2020/04/22/interna_

diversao_arte,846997/poesia-e-boa-aliada-na-era-da-pandemia-avalia-mia-couto.shtml> Acesso em: 30 mai. 2020.

DUNLEY, Glaucia. A festa tecnológica: o trágico e a crítica da cultura informacional. São Paulo: Editora Escuta/Rio de Janeiro: Fiocruz, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

____________. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GEGE, Grupo de Estudos dos Gêneros do Discurso. Palavras e Contrapalavras: Conversando sobre os trabalhos de Bakhtin. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

GOULART, Cecília. Enunciar é argumentar: analisando um episódio de uma aula de História com base em Bakhtin. Pro-Posições, v.18, n.3 (54) – set./dez. 2007.

LEMOS. André. Os desafios atuais da Cibercultura. Laboratório de Pesquisa em mídia digital, Redes e Espaço (LAB 404). Disponível em: Acesso em 12 junho 2020.

MACEDO, Roberto; PRETTO, Nelson; SANTOS, Edméa. Formação de Professores, educação online e democratização do acesso às redes. UFBA. Bahia. 21 mai. 2020. (1h 31min.56 s.) son., color. Disponível em:

Y&feature=youtu.be> Acesso em: 19 jun.2020.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 2007. Tradução de Décio Pignatare.

OLIVEIRA, Ana Paula da Silva Conceição. O Curso Normal entre Mídias e Novas Tecnologias: Um Olhar Atento sobre as Políticas em Texto. In: VII Seminário Vozes da Educação – Resistências, políticas e poéticas na vida e na educação: Regina Leite Garcia, presente![recurso eletrônico] (7: 2019:São Gonçalo, RJ) / TAVARES, Maria Tereza Goudart, ARAUJO, Mairce da Silva, OLIVEIRA, Daniel de org. – 1 ed. – São Gonçalo, RJ: UERJ, Faculdade de Formação de Professores, 2019. 2000 p.:pdf. ISBN 978-85-5654-019-5.

____. Tecnologias de Reação no Tempo da Cibercultura: Astúcias dos Normalistas em Relação às Mídias na Escola. VII Seminário Vozes da Educação – Resistências, políticas e poéticas na vida e na educação: Regina Leite Garcia, presente![recurso eletrônico] (7: 2019:São Gonçalo, RJ) TAVARES, Maria Tereza Goudart, ARAUJO, Mairce da Silva, OLIVEIRA, Daniel de org. – 1 ed. – São Gonçalo, RJ: UERJ, Faculdade de Formação de Professores, 2019. 2000 p.:pdf. ISBN 978-85-5654-019-5.

____. Práticas Formativas no contexto da cibercultura: desafios e possibilidades em uma disciplina do Curso Normal. 2017. 170f. Dissertação (Mestrado em Educação: Processos Formativos e Desigualdades Sociais). Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo, 2017.

RIO DE JANEIRO (Estado) Secretaria de Estado de Educação – SEEDUC. Educação: Planejamento Escolar. Texto com orientações sobre o Currículo Mínimo.2013. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2017.

RUANI, Ruann M. COUTO JUNIOR, Dilton R. AMARO, Ivan. A conversa online como procedimento metodológico na pesquisa com masculinidades dissidentes na cibercultura: notas teórico-metodológicas. In. Rev. Interfaces Científicas, Aracaju, v. 08, nº 02, p.p. 205 – 218. Março 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, 63 | 2002, 237-280.

____. A Cruel Pedagogia do Vírus: Edições Almedina, S.A. Coimbra, 2020.

SANTOS. Edméa. Diário online: Dispositivo Multirreferencial de pesquisa formação na cibercultura. 1ª edição, Santo Tirso, 2014: Portugal. Whitebooks.

SERPA, Andréa. Conversas: Caminhos da Pesquisa com o Cotidiano. Texto integrante da tese de doutorado: Quem são os outros na/da avaliação defendida em Nov. 2010. pp.1-25. Disponível em:

DA%20PESQUISA%20COM%20O%20COTIDIANO.pdf> Acesso em:02 jun.2020.

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão; tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SILVA, Marco. Sala de Aula Interativa: educação, comunicação, mídia clássica.7 edição. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

SOBZINSKI, Janaina Silvana; DIOGO, Emili Moreira; MASSON, Gisele. Políticas de Formação e Valorização Docente: Uma análise do Plano de Desenvolvimento da Educação e das Metas do novo Plano Nacional de Educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 10, n. 4, out./dez. (2015).




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2020.52231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: