O DISCURSO XENÓFOBO E A GEOPOLÍTICA MUNDIAL: DESDOBRAMENTOS ANALÍTICOS, OLHARES EDUCACIONAIS E INTERFACES POSSÍVEIS

Rafael Teixeira Lima, Joyce Pedra Lima

Resumo


Diante de uma reconfiguração patente de antigos paradigmas comunicacionais, marcadamente reajustados na clave das redes sociais, a política ganha novas facetas e novos contornos. No âmbito da geopolítica, tais dimensões colocam desafios analíticos, sobretudo, das fake news contemporâneas e de uma xenofobia que ganha força e gera danos colaterais à diplomacia nacional. A presente investigação, nesta medida, tem como objetivo discutir tal conjunção de fenômenos e refletir sobre o papel da educação em um cenário cada vez mais complexo, linguística e politicamente. Metodologicamente, optou-se pelo cotejo de peças das principais redes sociais nas quais uma interseção entre geopolítica e discurso gerassem frutos analíticos, de modo a exemplificar a tese de que, cada vez mais, a educação se coloca em um papel essencial para a formação de sujeitos cada vez mais humanos.


Palavras-chave


geopolítica, discurso, xenofobia, fake news

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 2010.

BRABANT, J. M. Crise da Geografia, Crise da Escola. In VESENTINI, José William. Para onde vai o ensino de geografia? 9 ed. São Paulo: Contexto, 2008.

CHARAUDEAU, P.; MAINGUENEAU, D. Dicionário de Análise do Discurso. São Paulo: Contexto, 2006.

FAUCONNIER, G.; TURNER, M. The Way We Think. New York: Basic Books, 2002.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

_____________. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011, 50ª edição.

SANTOS, C. Série: Assistente Social no combate ao preconceito. Caderno 5, Brasília (DF), 2016. CFESS (Conselho Federal de Serviço Social).

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização – do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2006.

STRAFORINI, R. Ensinar Geografia: o desafio da totalidade: mundo nas séries iniciais. 2 ed. São Paulo: Annablume, 2008.

WANMING, Yang (WanmingYang). 18 mar. 2020, 21:55. Tweet. Disponível em:. Acesso em: 4 mai. 2020.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2020.51694

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: