Apresentação Dossiê Bebês e Crianças: cultura, linguagem e políticas

Eloisa Acires Candal Rocha

Resumo


A publicação desta Revista Artes de Educar, com o Dossiê: Bebês e criança: cultura, linguagens e políticas, organizado por Anelise Monteiro de Nascimento, Nazareth Salutto e Sílvia Néli Falcão Barbosa nos inspira a revisitar alguns excertos destes lindos versos de Manuel de Barros, dando valor às coisas e aos seres desimportantes por dois motivos. Primeiro, porque nos permite parodiar o próprio lugar das crianças no interesse científico na história, depois porque ilustra o momento presente, em que vivemos as consequências de uma pandemia global, com restrição de convívio social e suspensão de atividades tidas como corriqueiras e importantes. Os bebês e as crianças bem pequenas não se constituíram um tema no rol dos interesses científicos. O bebê parecia ter um grau de importância correspondente ao seu tamanho, só ganhando valor ao ser estudado em sua potência como germe de um adulto no futuro.


Palavras-chave


Educação Infantil; Bebês; Crianças;

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Manoel. Livro sobre nada. São Paulo: Record, 1996.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2020.51083

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: