O CORPO NO ESPAÇO E COMO ESPAÇO: MAPEAMENTOS PARA SE PENSAR A INCLUSÃO

Renato de Sena Vieira

Resumo


Pretende-se, neste trabalho, sinalizar as relações estabelecidas com o espaço dentro das atividades de dança realizadas com pessoas que estão dentro do Transtorno do Espectro Autista num Centro Municipal de Referência da Pessoa com Deficiência, localizado no Rio de Janeiro. Discute-se, aqui, o espaço desses corpos dentro dos vários ambientes escolares, entendendo o autismo como uma forma diferente de ver o mundo e de estar no mundo. Ambiciona-se que crianças e jovens percebam a escola como um território que promova o encontro com a experiência, algo essencial para a inclusão desses estudantes.


Palavras-chave


Corpo; Transtorno do Espectro Autista; Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION – APA. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM5. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

BERTAZZO, Ivaldo. Fases da vida. Gestão à puberdade. São Paulo: Edição Sesc, 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: Presidência da República, 1961. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L4024.htm. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 1971. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5692.htm. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Fixa diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 03 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.394, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista; e altera o § 3º do art. 98 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Brasília: Presidência da República, 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12764.htm. Acesso em: 03 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 04 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília: Presidência da República, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 05 ago. 2019.

DONVAN, John; ZUCKER, Caren. Outras Sintonias. A história do autismo.Tradução de Luiz A. de Araujo. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987.

FRAGA, A. B. Anatomias emergentes e o bug muscular: pedagogias do corpo no limiar do século XXI. In: SOARES, Carmen Lúcia (Org.). Corpo e história. 3ª ed. Campinas: Autores Associados, 2006.

GIKOVATE, Carla.Autismo: compreendendo para melhor incluir. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: https://docplayer.com.br/164060-Carla-gruber-gikovate-autismo-compreendendo-para-melhor-incluir.html. Acesso em:17 ago. 2019.

LAPIERRE, André; AUCOUTURIER, Bernard. Fantasmas corporais e prática psicomotora. São Paulo: Ed. Manole, 1984.

___________. A simbologia do movimento: psicomotricidade e relação. Tradução de Márcia Lewis. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

LAPIERRE, André; LAPIERRE, Anne. O adulto diante da criança de 0 a 3 anos:psicomotricidade relacional e formação da personalidade. Curitiba: UFPR/CIAR, 2002.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Coleção Experiência e Sentido.Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

LE BOULCH, Jean. O desenvolvimento psicomotor: do nascimento até os 6 anos. Porto Alegre: Artes Médica, 2001.

LE BRETON, David. A sociologia do corpo. 2ª ed. Tradução de Sônia M.S. Fuhrmann. Petrópolis: Vozes, 2007.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

UNESCO. Declaração de Salamanca: sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca, 1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.

VIANA, Anamaria Fernandes. Dança e autismo, espaços de encontro. 2015. 436 p. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253990. Acesso em: 10 ago. 2019.

VIANNA, Angel; CASTILHO, Jacyan. Percebendo o corpo. In: GARCIA, Regina Leite. O corpo que fala dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2020.45815

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: