RESENHA CRÍTICA: EDUCAÇÃO INTERCULTURAL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Renan Soares de Araújo

Resumo


Neste livro se encontram subsídios para se discutir as diferenças culturais, étnicas, geracionais, de gênero, bem como as diferenças físicas e mentais, no âmbito da prática pedagógica e da formação de educadores. As dificuldades e possibilidades emergentes nas relações de saber e de poder nos processosde formação de educadores são discutidas, em vários artigos, sob a perspectiva crítica, inclusivae democrática. De modo particular,  quatro artigos focalizamexperiências de formação de educadores realizadas pelo Núcleo “Mover” (UFSC/CNPq). Tanto as análises teóricas, quanto as de experiências de formação de educadores, propõema perspectiva intercultural crítica de desconstrução da matriz colonial,em buscade caminhos para a construção da cidadania, fundada no respeito, reciprocidade e convivência democrática entre todas as pessoase grupos socioculturais.


Palavras-chave


Educação Intercultural; decolonialidade; formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


FLEURI, R.M. Conversidade: diálogo entre universidade e movimentos sociais. João Pessoa: Editora do CCTA, 2019.

FLEURI, R.M. Educação intercultural e formação de professores. João Pessoa: Editora do CCTA, 2018.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? 17. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

FREIRE, P. Política e educação: ensaios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2018.40850

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: