LEVANTES: PARA UMA ABORDAGEM ESTÉTICA DA POLÍTICA

Alexandre F. Mendes

Resumo


O ano de 2018 está marcado por uma coincidência cronológica que trouxe o tema dos levantes para o centro da discussão política e acadêmica. É nele que a memória dos 50 anos do grande ciclo de Maio de 1968, já inscrita em uma certa longa duração, encontra a lembrança viva e recente dos 05 anos de Junho de 2013, cujas repercussões são ainda incertas e enigmáticas. Neste artigo, sustento que as várias dimensões e os vários “mundos” contidos nos levantes reclamam uma relação entre estética e política que não pode ser limitada a mais uma visão sobre o ciclo de revoltas. Pelo contrário, trata-se de compreender como os próprios pontos de vistas lançados por dentro do acontecimento arrastam a nossa percepção e reclamam, não apenas novas formas de pensar, mas, principalmente, novos modos de existir.

 

DOI:10.12957/rfd.2018.36799


Palavras-chave


levantes, imagem, estética, política.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rfd.2018.36799

Indexada em:

Journals for Free

Endereço: Campus Maracanã, Pavilhão João Lyra Filho, 7º andar, Bloco F, sala 7123 Para atendimentos, agende um horário, através do e-mail: rfd.uerj@gmail.com  Telefones: (21) 2334-0507 e (21) 2334-2157. ISSN: 22363475.