FUNDO SOCIAL DO PETRÓLEO: De onde vem e pra onde vai?

Isabela Morbach Machado e Silva

Resumo


A crescente exploração de recursos naturais não renováveis vem ganhando espaço nos debates jurídicos, políticos, econômicos, ambientais e sociais. Isto porque o setor extrativo responde por parcela considerável do PIB brasileiro, além de contribuir para o alcance do superávit primário e para o equilíbrio da balança comercial, especialmente após o boom dos preços das commodities no início dos anos 2000. Quando se fala no aumento dos preços de commodities e no recorde de produção, imediatamente cria-se a expectativa de aumento de arrecadação aos cofres públicos. No contexto desta arrecadação, muito estudiosos preocupam-se com efeitos da entrada massiva de recursos e com a herança que a exploração de Petróleo deixará a suas futuras gerações, razão pela qual, por iniciativa do Poder Executivo e com a aprovação do Poder Legislativo, foi criado o Fundo Social do Petróleo, cuja estrutura jurídica e institucional procurou ser descrita neste trabalho.

DOI: 10.12957/rfd.2015.17020


Palavras-chave


Petróleo, Receita e Fundo Social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rfd.2015.17020

Indexada em:

Journals for Free

Endereço: Campus Maracanã, Pavilhão João Lyra Filho, 7º andar, Bloco F, sala 7123 Para atendimentos, agende um horário, através do e-mail: rfd.uerj@gmail.com  Telefones: (21) 2334-0507 e (21) 2334-2157. ISSN: 22363475.