Um estudo com professores da educação infantil e do ensino fundamental sobre suas habilidades sociais e inteligência geral

Regina Célia Cavalcante Maia, Adriana Benevides Soares, Mara Sizino da Victoria

Resumo


Este estudo buscou comparar as habilidades sociais de professores do ensino fundamental e educação infantil no Rio de Janeiro e ainda verificar as correlações entre as habilidades sociais e a inteligência. Segundo Del Prette e Del Prette (2003), as habilidades sociais devem fazer parte da formação educacional para constituir um aluno mais cooperativo e integral. Neste sentido, participaram da pesquisa 24 professores de ensino fundamental e 24 de educação infantil. Os instrumentos utilizados foram o Inventário de Habilidades Sociais (IHS - Del Prette; Del Prette, 2001a) e o Teste de Matrizes Progressivas – Raven (RAVEN, 1997). As análises estatísticas mostraram que existe uma diferença significativa nas habilidades sociais nos dois grupos de professores e que os professores da educação infantil têm escores mais altos nas habilidades sociais, confirmando a literatura sobre o assunto. As correlações entre habilidades sociais e inteligência não apresentaram significância através do teste de correlação linear Pearson, dissociando habilidades intelectuais das habilidades às situações sociais.

Palavras-chave


Habilidades sociais; Inteligência geral

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2009.9117

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com