Espaço público: acção politica e práticas de apropriação. Conceito e procedências

Carla Alexandra Filipe Narciso

Resumo


Neste trabalho pretendemos problematizar o conceito de espaço público, como objecto central considerando a sua análise a dois níveis de interpretação: enquanto lugar da acção política e de expressão de modos de subjectivação não identitários, e como lugar por excelência da comunicação, da democracia e como lugar de encontros multi-sociais. Examinamos as dimensões da forma, da apropriação e do lugar, assim como a integração dos conceitos, com o intuito de entender como se organiza o espaço do cidadão e o espaço da política, que se sobrepõem. Importa entender como se organiza o espaço público nas diversas dimensões face ao envolvimento dos actores institucionais e aos modos de reprodução capitalista subjacente às acções do poder público e da iniciativa privada, pois são estes que tem o poder de materializar a forma do espaço e induzir as expressões sociais dos indivíduos.

Palavras-chave


Espaço público; Forma; Apropriação; Lugar

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2009.9102

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com